Produtora de arroz e soja chefiará o Parque Nacional da Lagoa do Peixe, no RS

Daniele Bragança
domingo, 14 julho 2019 18:32
Parque Nacional da Lagoa do Peixe. Foto: Jackson Müller/Wikiparques.

Durante encontro com produtores rurais em Tavares (RS), em abril, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, ameaçou abrir processos administrativos contra os servidores do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) que não compareceram ao evento onde produtores reclamavam das restrições impostas pela existência do Parque Nacional da Lagoa do Peixe, criado em 1986. Dois dias depois, o presidente do ICMBio, Adalberto Eberhard, pediu demissão do cargo. Nesta sexta-feira (12), saiu a nomeação da nova chefia do parque, que agora será comandado pela produtora rural Maira Santos de Souza, de 25 anos, filha de fazendeiro famoso da região. Maira é engenheira agrônoma e trabalha na fazenda da família, que produz arroz e soja. 

A nomeação foi assinada pelo novo presidente do ICMBio, o coronel da PM Homero de Giorge Cerqueira, que assumiu o cargo em maio no lugar de Adalberto. Segundo os repórteres André Borges e Giovana Girardi, do Estadão, a indicação saiu do gabinete do deputado federal Alceu Moreira (MDB-RS), presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) que estava presente na reunião em Tavares em abril, quando o ministro ameaçou os servidores. Moreira confirmou a indicação.

Evento em Tavares, onde foi pedido a recategorização do parque. Foto: Instagram/Ricardo Salles.

Para servidores e ambientalistas que conversaram com a nossa reportagem, a chefia de uma produtora rural sem experiência na área ambiental dará início ao processo de recategorização do parque para se transformar em uma APA (Área de Proteção Ambiental), a categoria mais branda dentro do Sistema Nacional de Unidades de Conservação, que permite inclusive residências e produção como mineração.

Ponto das aves migratórias

O Parque Nacional da Lagoa do Peixe foi criado em 1986 nos municípios de Mostardas e Tavares com o objetivo de proteger as aves migratórias que usam o local para se alimentarem. A unidade de conservação está localizada em uma extensa planície costeira arenosa situada entre a Lagoa dos Patos e o Oceano Atlântico.

A unidade é parada obrigatória para determinadas espécies de aves migratórias, como o maçarico-de-papo-vermelho e o maçarico-de-bico-virado. Em 1991, o Parque foi incluído na Rede Hemisférica de Reservas para Aves Limícolas como Sítio Internacional, e dois anos depois foi reconhecido como Sítio Ramsar por sua importância para a conservação de zonas úmidas. Desde 1999, é considerado Posto Avançado da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica.

A existência do parque desagrada parte da população local, que discorda da proibição da prática da agricultura e das restrições à pesca e à criação de gado. A regularização fundiária ainda é o maior problema do parque, que só detém 50% das terras.

Nossa reportagem entrou em contato, mas a nova chefe do parque esperará a posse para dar entrevista.

Vista aérea do Parque Nacional da Lagoa do Peixe. Foto: Jackson Müller/Wikiparques.

Servidores tiveram que provar capacidade

A partir da publicação do Decreto n° 9.727, de 15 de março de 2019, editado pelo próprio presidente da República, Jair Bolsonaro, que dispõe sobre “os critérios, o perfil profissional e os procedimentos gerais a serem observados para a ocupação dos cargos em comissão do Grupo-Direção e Assessoramento Superiores – DAS e das Funções Comissionadas do Poder Executivo – FCPE”, os servidores lotados nas chefias das Unidades de Conservação tiveram que enviar seus currículos para o Sistema de Gestão de Acesso do Ministério da Economia (Sigepe) para provar a capacidade de ocupar essa vaga. Havia ameaça de exoneração pra quem não enviasse.

“Agora somos substituídos por quem não comprova nenhuma capacitação”, diz um servidor.

Esta semana finalmente o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, nomeou o novo diretor da Secretaria de Florestas do MMA. O cargo estava vago há 7 meses. Assumirá Joaquim Alvaro Pereira Leite, ex-tesoureiro da Sociedade Rural Brasileira (SRB), onde Ricardo Salles foi diretor jurídico.

Contador é nomeado para o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses

A paisagem paradisíaca dos Lençóis Maranhenses. Foto: Duda Menegassi.

Na mesma edição do DOU, saiu a nomeação do contador Lucas Garcez Gomes para a chefia do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses. Lucas também é formado em turismo, é coach e especialista em auditoria e finanças. Não possui experiência na área ambiental.

No começo de julho estava cotado para o cargo o 2º tenente da PM do Maranhão, Antonio Victor Moreira Gonçalves, bacharel em Segurança Pública pela Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) e que também não possuía experiência na área ambiental fora ter cursado, por 2 anos, medicina veterinária.

A nomeação de PMs para a chefia de unidades de conservação virou política na gestão do coronel da PM Homero de Giorge Cerqueira. Enquanto o presidente do ICMBio muda o foco na gestão, o presidente Jair Bolsonaro tem conversado com governadores sobre extinguir as unidades de conservação já criadas. Para o presidente, essas áreas atrapalham o desenvolvimento.

 

Leia Também 

“Esse governo é de vocês”, diz Bolsonaro a Ruralistas

Bolsonaro conversa com governadores sobre revisar unidades de conservação

Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses terá PM como chefe

 

 

4 comentários em “Produtora de arroz e soja chefiará o Parque Nacional da Lagoa do Peixe, no RS”

  1. E a dialética petista, hein? Frasezinhas?

    “Muito engana-me, que eu compro”

    Nós todos apreciamos consumir alguma coisa, com certa constância. Então isso poderia ser bom.
    Eis:
    Vive o PT© de clichês publicitários bem elaborados por marqueteiros.
    Nada espontâneo.
    Mas apenas um frio slogan (tal qual “Danoninho© Vale por Um Bifinho”/Ou: “Fiat® Touro: Brutalmente Lindo”). Não tem nada a ver com um projeto de Nação.
    Eis aqui a superficialidade do PETISMO:

    0.“Coração Valente©”
    1.“Pátria Educadora™” [Buá; Buá; Buá].
    2.“Haddad agora é verde-amarelo®” [rsrsrs].
    3.“A Copa das Copas ®”
    4.“Fica Querida©”
    5.“Impeachment Sem Crime é Golpe™” [lol lol lol]
    6. “Pronatec©, transformando a Vida de Milhões de brasileiros ™”[kkk].
    7.“Foi Golpe™”
    8.“Fora Temer©”
    9.“Ocupa Tudo®”
    10.“Lula Livre®”
    11.“®eleição sem Lula é fraude” [kuá!, kuá!, kuá!].
    12.“O Brasil Feliz de Novo ™”
    13.“Lula é Haddad Haddad é Lula®” [kkkk]
    14.“Ele não®”.
    15.“Controle social da mídia” (hi! hi! hi!): desejo do petismo.
    16.“LUZ PARA TODOS™” (KKKKK).
    17. (…e agora…):
    “Ninguém Solta a Mão de Ninguém ©”

    18.
    “SKOL®: a Cerveja que desce RedondO”. [Nesse estilo. Desse tipo]

    PT© é vigarista e é Ersatz.

    PT Vive de ótimos e CALCULADOS mitos publicitários.
    É o tal de: “me engana que eu compro”.
    Produtos disfarçados, embalagens mascaradas e rótulos mentirosos. PT!

    Saúde! Alta-Cultura! Segurança! Educação.

    Responder
  2. O mais vergonhoso, é que dinheiro TEM. Quanta cobrança de licenciamento ambiental que foram desviadas para outros lugares.
    Mas também tem um bando enorme de deputados federais e senadores que nunca encaminharam as ditas"emendas" para desapropriar estas propriedades nas UC .
    Muitos preferem que tudo desapareça, corte raso e se possível com fogo. Não estão comprometidos com o patrimonio da BIodiversidade Brasileira e tão pouco com as futuras gerações.

    Responder

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.