Notícias

Instituto Semeia lança guia para evitar contágio da COVID-19 em parques

O manual traz orientações e protocolos de segurança e de saúde para gestores e visitantes de unidades de conservação que estão reabrindo

Marcos Furtado ·
24 de agosto de 2020
Semeia lança guia para visitação em áreas protegidas no contexto da Covid-19. Imagem: Reprodução.

A reabertura de parques tem sido um dos grandes desafios enfrentados por gestores dessas áreas. Para oferecer suporte a esses profissionais e contribuir com a segurança dos visitantes, o Instituto Semeia lançou virtualmente na última semana o Guia para Visitação em Áreas Protegidas no contexto da Covid-19

A publicação apresenta boas práticas e exemplos para auxiliar no planejamento e na execução de protocolos para a liberação de acesso dos parques. De acordo com Fernando Pieroni, diretor-presidente do Semeia, a retomada das atividades nesses locais será gradual e deverá respeitar uma série de medidas. “Considerando o contexto complexo em que vivemos, essa reabertura deve ser feita com muita responsabilidade, seguindo os procedimentos corretos para garantir a saúde e o bem-estar da população.”

O evento de lançamento do guia aconteceu na última terça-feira (18) em uma transmissão ao vivo no Facebook com a participação de Bárbara Matos, gerente de projetos do Instituto Semeia, Guilherme de Sousa Ribeiro, pesquisador da Fiocruz, e Pollyana Pugas, diretora técnica da Abeta. “Como precisamos observar uma série de condicionantes, dentro do que será um novo processo de utilização desses espaços, essa discussão visa jogar luz sobre dúvidas e novos parâmetros de utilização”, observou Bárbara.

Reaberturas de parques no Rio 

No mês de maio, o Inea anunciou a reabertura dos parques estaduais da Serra da Tiririca (dia 15) e da Pedra Branca (prevista para o dia 29), no Rio de Janeiro, com medidas de restrições para evitar o contágio do coronavírus entre os visitantes. Outro ponto da capital fluminense reaberto com limitações foi o Corcovado (dia 15), no Parque Nacional da Tijuca. 

 

Saiba Mais

Guia para visitação em áreas protegidas no contexto da Covid-19

Leia Também 

Unidades de Conservação: Itatiaia e Alcatrazes reabrem ao público

Isolamento reforça importância dos parques para a saúde

Mais de 60% da população das maiores cidades do país não frequenta parques, diz pesquisa

 

 

  • Marcos Furtado

    Marcos Furtado

    Escreveu para ((o))eco, Estadão, Folha de SP, Colabora. Ganhou o Prêmio Santander Jovem Jornalista e teve o 3º lugar em concurso do ICFJ

Leia também

Notícias
12 de março de 2020

Mais de 60% da população das maiores cidades do país não frequenta parques, diz pesquisa

Distância é citada como entrave à visitação, mesmo em relação a parques urbanos. Custos com viagem e questões culturais também aparecem como motivo para a baixa frequência

Reportagens
19 de abril de 2020

Isolamento reforça importância dos parques para a saúde

Além da proteção de remanescentes de florestas, unidades de conservação voltadas para a visitação promovem melhoria ao bem estar do usuário

Salada Verde
29 de julho de 2020

Unidades de Conservação: Itatiaia e Alcatrazes reabrem ao público

Fechados desde março por causa da pandemia do coronavírus, o parque nacional de Itatiaia e o refúgio de vida silvestre de Alcatrazes voltam a receber visitantes, com restrições de atrativos e medidas de prevenção

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta