Notícias

Monumento do Corcovado reabre para visitação

Nas restrições, está previsto a obrigatoriedade do uso de máscara e ausência de sintomas relacionados à COVID-19 para entrar no ponto turístico carioca

Marcos Furtado ·
17 de agosto de 2020
Corcovado, no Parque Nacional da Tijuca. Foto: Peterson de Almeida/Wikiparques.

Com cerca de 2 milhões de visitas, o Corcovado foi a região que mais recebeu turistas do Parque Nacional da Tijuca, área de conservação ambiental mais visitada do país no ano passado. No entanto, o local teve as suas atividades suspensas em março deste ano por conta da pandemia do coronavírus. Após passar 5 meses fechado, o ponto turístico carioca foi reaberto ao público neste sábado (15), mas outros atrativos do parque permanecerão fechados, como os mirantes Dona Marta, Vista Chinesa e Mesa do Imperador e as cachoeiras do Horto e das Almas. Outro ponto que continuará sem aceitar visitantes é a trilha da Pedra Bonita que, apesar de ter sido reaberta em julho, fechou no mês seguinte devido ao descumprimento de regras de visitação.

A liberação para o recebimento de visitas do Corcovado foi autorizada pelo ICMBio em Portaria publicada na quarta-feira (12) no Diário Oficial da União. Para receber visitantes, a publicação prevê o controle do número de pessoas, a disponibilização de álcool gel, a manutenção da ventilação e da limpeza dos ambientes e a venda online de ingressos. Além disso, a entrada só será permitida com o uso da máscara de proteção facial e sem a presença de sintomas como febre, tosse e coriza. No dia anterior, o instituto também autorizou por meio de decreto o desconto de 80% no valor dos ingressos do parque para moradores do estado do Rio com o objetivo de estimular o turismo local.

Os visitantes poderão fazer as primeiras viagens por meio do serviço de transporte das concessionárias do parque até o Cristo Redentor no início da tarde. O acesso de carros foi liberado somente pela entrada da guarita do Silvestre, que dá acesso à Estrada das Paineiras.

Outro ponto importante é que, segundo nota oficial publicada pelo parque, haverá multa para o descumprimento dos protocolos. “Quem desrespeita o fechamento da trilha da Pedra Bonita configura infração ambiental e se sujeita à autuação – com multa que varia de R$ 500,00 a R$ 10.000,00. Esta multa também é aplicada aos visitantes que desrespeitarem as regras temporárias de visitação nos outros lugares do Parque, durante o período de pandemia de coronavírus”.

 

Leia Também 

Parque Nacional da Tijuca reabre com restrições de atrativos

Fogo consumiu quase 30 campos de futebol de floresta no Parque Nacional da Tijuca

Novo chefe do Parque Nacional da Tijuca será Coronel do Corpo de Bombeiros

 

  • Marcos Furtado

    Marcos Furtado

    Escreveu para ((o))eco, Estadão, Folha de SP, Colabora. Ganhou o Prêmio Santander Jovem Jornalista e teve o 3º lugar em concurso do ICFJ

Leia também

Notícias
5 de junho de 2020

Novo chefe do Parque Nacional da Tijuca será Coronel do Corpo de Bombeiros

Nomeação do coronel da reserva Carlos Eduardo Tavares foi feita hoje (05) no Diário Oficial da União. Parque carioca estava sem chefia há quase um mês

Salada Verde
30 de junho de 2020

Fogo consumiu quase 30 campos de futebol de floresta no Parque Nacional da Tijuca

A maior suspeita é que o incêndio, que ocorreu na última semana, tenha sido causado por um balão de São João e atingiu região do Vale do Quitite, na Zona Oeste

Salada Verde
8 de julho de 2020

Parque Nacional da Tijuca reabre com restrições de atrativos

Fechado desde março por causa da pandemia do coronavírus, o parque mais visitado do país volta a abrir as portas nesta quinta-feira (09), com restrições de atrativos e medidas de prevenção

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta