Notícias

Em vídeo, Bolsonaro diz que “cada vez mais o índio é um ser humano igual a nós”

Em live publicado nas redes sociais, presidente voltou a defender o que chama de “integração”. Bolsonaro pretende enviar ao Congresso projeto para liberar mineração em Terras Indígenas

Daniele Bragança ·
23 de janeiro de 2020 · 1 anos atrás
Foto: Marcos Corrêa/PR.

Na noite desta quinta-feira (24), da Índia, o presidente da República, Jair Bolsonaro (Sem partido), aproveitou sua semanal transmissão de recados via redes sociais para dizer que “cada vez mais o índio é um ser humano igual a nós”. O governo prepara há meses um projeto de lei para regulamentar a exploração de mineração em terras indígenas.

“Cada vez mais o índio é um ser humano igual a nós. Então, [precisamos] fazer com que o índio se integre à sociedade, e que seja verdadeiro de sua terra. É isso que queremos aqui”, disse.

Em companhia do ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, Bolsonaro falava sobre a criação do Conselho da Amazônia, anunciado esta semana para coordenar ações de fiscalização e defesa na Amazônia. O Conselho será presidido pelo vice-presidente Mourão e deverá contar com uma Força Nacional Ambiental, nos moldes da Força Nacional.

“Mourão vai ser o nosso grande coordenador, à frente desse Conselho da Amazônia. Vai tratar da proteção, da defesa, da prevenção, do desenvolvimento sustentável, logicamente vai ter a sua participação no tocante da questão sobre as terras indígenas”, afirmou Bolsonaro.

*Assunto iniciado a partir de 11 minutos. 

No Twitter, o senador Fabiano Contarato (REDE-ES) chamou o comentário do Bolsonaro de racista. “Presidente tem a obrigação de oferecer a proteção do Estado aos indígenas! Mas, em vez disso, está  estimulando ainda mais a que percam as suas terras para o agronegócio e a exploração de minérios. Sejamos resistência!”, disse.

Assunto recorrente

Bolsonaro nunca escondeu o desejo em transformar terras indígenas em grandes fazendas produtivas e áreas de mineração. Já na eleição prometeu não demarcar nenhuma terra indígena. Eleito, tentou modificar a estrutura da política indigenista e, perdendo no Congresso, iniciou o esvaziamento da Fundação Nacional do Índio (Funai).

Em dezembro, Bolsonaro chegou a defender a criação de gado em Terras Indígenas para baixar o preço da carne.

Invasões dobram em 2019

Em setembro, o Conselho Indígena Missionário (Cimi) divulgou o relatório Violência Contra Povos Indígenas do Brasil, no qual informou o aumento não só de invasão de territórios indígenas, mas também da violência contra seus povos.

Embora o relatório do Cimi se debruce sobre o ano de 2018, dados parciais e preliminares do Cimi indicam que até setembro de 2019 houve 153 casos de invasão em 19 estados brasileiros. Isto representa mais que o dobro de todo o ano de 2018, com a ocorrência de 76 terras indígenas invadidas em 13 estados.

Leia Também 

Polícia Federal afirma que vai investigar a morte de Paulo Paulino Guajajara

Governo prepara projeto de lei que regulamenta mineração em terras indígenas

Em cem dias de governo, um século de retrocesso na política indigenista brasileira

  • Daniele Bragança

    Daniele Bragança

    É repórter especializada na cobertura de legislação e política ambiental. Formada em jornalismo pela Universidade do Estado d...

Leia também

Análises
12 de abril de 2019

Em cem dias de governo, um século de retrocesso na política indigenista brasileira

A história não serviu de lição e novamente os direitos das minorias são entregues e submetidos à conveniência política das maiorias pertencentes à bancada ruralista

Notícias
25 de setembro de 2019

Governo prepara projeto de lei que regulamenta mineração em terras indígenas

Segundo secretário de mineração, Alexandre Vidigal de Oliveira, medida será enviada ao Congresso até o final deste mês

Notícias
4 de novembro de 2019

Polícia Federal afirma que vai investigar a morte de Paulo Paulino Guajajara

Líder indígena estava na Terra Indígena Araribóia, no Maranhão, quando foi cercado por cinco madeireiros armados que atiraram no guardião da floresta

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 1

  1. AvatarPaulo diz:

    Provavelmente o Presidente escreveu na India. Confundiu a palavra Indiano com a palavra Indio. Como P.A.Cabral também o fez se reportar ao Rei de Portugal.
    O Presidente sempre "dá umas farquejadas"