Presidente do ICMBio é cotado para assumir Ministério no lugar de Salles

Duda Menegassi
quarta-feira, 22 julho 2020 16:31
Coronel Homero Cerqueira, do ICMBio ao MMA. Será? Foto: Agência Brasil/EBC

Circulam rumores de que o Coronel Homero Cerqueira, atual presidente do ICMBio, possa ser o substituto de Ricardo Salles à frente do Ministério do Meio Ambiente. A possível – e para alguns provável – saída de Salles ganhou força diante do acúmulo de desgastes sofridos pelo ministro, cuja imagem é vista com descrédito dentro e fora do Brasil devido ao aumento do desmatamento e por protagonizar episódios como o da reunião ministerial no qual sugeriu aproveitar a pandemia para “passar a boiada”. O coronel Homero Cerqueira foi uma indicação do próprio Salles para presidência do ICMBio, cargo que ocupa desde abril de 2019.

Fontes procuradas por ((o))eco confirmaram o rumor sobre a troca de Salles por Homero na chefia do Ministério, mas alguns reprovaram a substituição e outros até mesmo comentaram o caráter improvável da troca, o que em tese pode reforçar o argumento de que “há um fundo de verdade no rumor”. Outras pessoas ouvidas por ((o))eco riram da possibilidade de Homero assumir a pasta do meio ambiente. Além da presidência do órgão responsável pela gestão das 334 unidades de conservação federais do Brasil, a experiência de Homero na área ambiental se limita ao comando da Polícia Militar Ambiental do Estado de São Paulo, cargo que ocupou por menos de 1 ano e deixou para assumir o ICMBio.

Na frente do ICMBio e alinhado com o próprio Salles, Homero promoveu a militarização e a reestruturação do órgão, com a substituição das 11 Coordenações Regionais por 5 Gerências Regionais e a ampliação do modelo de Núcleos de Gestão Integrada, os NGIs. Os Núcleos centralizaram a chefia e a sede das unidades – nem sempre similares ou próximas – e foi conduzida às pressas, sem consulta aos servidores, em plena pandemia. Além disso, Homero faz coro com Bolsonaro no que diz respeito à não criação de novas unidades de conservação, uma afirmação que repetiu em entrevista em março deste ano.

Ricardo Salles, que ocupa o cargo de Ministro do Meio Ambiente desde janeiro de 2019, quando assumiu o então presidente Jair Bolsonaro, acumula pedidos de afastamento, processos de improbidade administrativa e “ganhou” até uma página, intitulada #TchauSalles para pressionar pela sua saída. No início do mês, alguns membros do governo desmentiram a possível saída de Salles e o próprio Bolsonaro já saiu em defesa do ministro. Ainda assim, o rito do governo desmentir saídas ministeriais que ocorrem pouco tempo depois, aumenta o clima de incerteza sobre qual a verdadeira situação de Salles no governo.

Leia também

Membros do governo desmentem possível queda de Salles

Governo não pretende criar nenhuma unidade de conservação, diz presidente do ICMBio

Salles indica comandante da PM Ambiental paulista para presidir o ICMBio

3 comentários em “Presidente do ICMBio é cotado para assumir Ministério no lugar de Salles”

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.