Análises

Mosaico Carioca e a Trilha Transcarioca, exemplos de integração

O mosaico, que completou 10 anos em julho, é um exemplo de como a gestão das áreas protegidas se fortalece com a governança integrada e a Transcarioca é a costura física dessa integração

Celso Junius ·
20 de agosto de 2021

A cidade do Rio de Janeiro possui mais de 50 unidades de conservação, a maioria delas “de papel”, ou seja, sem uma implementação efetiva. Isso sem considerar as demais áreas protegidas, como o Jardim Botânico, os parques urbanos, os corredores verdes, as áreas verdes tombadas ou militares, e os demais remanescentes de Mata Atlântica, ou seja, os espaços que compõem a nossa floresta urbana. São verdadeiras “ilhas verdes” na matriz urbana, o que torna sua gestão um desafio. E, para complicar, essas áreas protegidas pertencem às três esferas de governo.

O Sistema Nacional de Unidades de Conservação (SNUC) prevê, para esses casos, a gestão por mosaico, ou seja, de forma integrada, articulada e participativa.

A gestão compartilhada do Parque Nacional da Tijuca foi uma experiência que uniu o governo federal e a Prefeitura no final da década de 90, e foi um primeiro passo no sentido de criar uma governança integrada – que pode ser considerada um embrião do Mosaico Carioca de Áreas Protegidas.

Criado em 2011, o Mosaico tem a missão de unir os esforços em torno dos objetivos comuns, que é gerido por um Conselho, composto por representantes do governo e da sociedade civil. O mosaico, enquanto entidade, atua para implantação de políticas e para viabilização de ações conjuntas entre as áreas protegidas e os três entes de governo. Exemplos disso são a realização de operações de fiscalização, a criação de corredores verdes e a própria implementação da Trilha Transcarioca.

A Trilha Transcarioca e suas pegadas amarelas e pretas são um exemplo de iniciativa que representa uma verdadeira “costura” física e institucional, que envolve seis unidades de conservação das três esferas governamentais. A trilha hoje possui uma identidade própria, assim como um movimento, liderado por voluntários, engajados pela sua manutenção, divulgação e proteção. A Transcarioca, trilha de longo curso pioneira no Brasil, inspirou a criação da Rede Brasileira de Trilhas, uma iniciativa reconhecida pelo próprio Ministério do Meio Ambiente como uma ferramenta para promover a conectividade das paisagens. Para além disso, como a Transcarioca evidencia, as trilhas longas têm o potencial de conectar atores, gestores e fortalecer a governança no território em prol da conservação.

Essa soma de esforços permite colocar em prática o ideal de unir governo e sociedade em torno de um objetivo comum, que contribui de forma significativa para preservar e para valorizar o patrimônio ambiental.

Hoje, o Mosaico Carioca, que completou 10 anos em julho deste ano, se destaca como um órgão articulador, fomentando as ações que beneficiam as áreas protegidas como um todo. Um exemplo é a prevenção e o combate aos incêndios florestais. Em julho de 2020, o Mosaico lançou a plataforma do InFogo, uma rede de alertas colaborativa para notificar órgãos competentes sobre incêndios florestais na cidade.

Por tudo isso, o Mosaico Carioca dá um belo exemplo para o país, trazendo a esperança de construir uma aliança em torno de um futuro sustentável.

Assista a live da Rede Brasileira em parceria com ((o))eco sobre o Mosaico Carioca:

*Celso Junius é conselheiro do Mosaico Carioca de Áreas Protegidas

As opiniões e informações publicadas nas sessões de colunas e análises são de responsabilidade de seus autores e não necessariamente representam a opinião do site ((o))eco. Buscamos nestes espaços garantir um debate diverso e frutífero sobre conservação ambiental.

  • Celso Junius

    Engenheiro florestal, servidor municipal da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro. Conselheiro do Mosaico Carioca de Áreas Protegidas

Leia também

Análises
9 de agosto de 2021

Os Caminhos das Ararunas e o sonho de uma trilha do Oiapoque à Barra do Chuí

Os Caminhos das Ararunas, no sertão paraibano, unem natureza, história, aventura, cultura e muitas oportunidades de desenvolvimento local sustentável ao longo dos seus mais de 100 quilômetros

Análises
2 de agosto de 2021

Trilhas sobre Trilhos: a Trilha Verde da Maria Fumaça como iniciativa de transformação no Brasil

Localizada entre a Serra do Espinhaço e o sertão mineiro, a trilha ferroviária une história e natureza ao longo do percurso de cerca de 100 quilômetros

Análises
26 de julho de 2021

Escoteiros e Rede Brasileira de Trilhas se unem em parceria pela conservação natureza

A Região Escoteira do Rio de Janeiro mobilizará seus escoteiros em prol das trilhas no estado, com ações de manejo, sinalização, replantio e educação ambiental

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta