Salada Verde

Secretaria de Ambiente do Rio de Janeiro organiza programação especial para Dia Mundial da Água

A programação irá se estender entre os dias 22 e 25 de março em celebração ao Dia Mundial da Água e vai ter palestras online sobre temas como saneamento básico e segurança hídrica

Duda Menegassi ·
18 de março de 2021
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

Em homenagem ao Dia Mundial da Água, celebrado no dia 22 de março, a Secretaria de Estado do Ambiente e Sustentabilidade do Rio de Janeiro (Seas-RJ) irá realizar um ciclo de palestras entre os dias 22 e 25 de março sobre temas como saneamento básico, poluição de rios, segurança hídrica e educação ambiental. O evento, batizado de Circuito da Água, será transmitido online, com participação gratuita e aberta a todos os interessados.

O evento é uma parceria do estado com o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) e a ONU-Habitat, e contará com a presença do secretário de Estado do Ambiente e Sustentabilidade, Thiago Pampolha (PDT-RJ) e o presidente do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), Philipe Campello.

Para se inscrever, acesse o link.

Confira a programação:

Segunda-feira (22/03)
14:00 – abertura
14:20 – aula magna com o Ministro Herman Benjamin (STJ)
15:00 – Saneamento básico

Terça-feira (23/03)
10:00 – Soluções baseadas na natureza
14:00 – Eventos hidrológicos extremos

Quarta-feira (24/03)
10:00 – Rios limpos para mares limpos
14:00 – Educação ambiental como ferramenta de preservação dos recursos hídricos

Quinta-feira (25/03)
10:00 – Direito à Água e Saneamento nas Cidades

Para mais detalhes sobre os participantes em cada uma das mesas temáticas, confira a programação completa aqui.

 

Leia também

Como diferentes populações lidam com a falta d’água é tema do Vozes do Planeta 

  • Duda Menegassi

    Jornalista ambiental especializada em unidades de conservação e montanhismo. Escreve para ((o))eco desde 2012. Autora do livr...

Leia também

Notícias
4 de novembro de 2020

Como diferentes populações lidam com a falta d’água é tema do Vozes do Planeta 

O fotógrafo Érico Hiller registrou ao longo de dois anos a desigualdade na distribuição do recurso em 10 regiões do mundo. Resultado virou livro

Reportagens
22 de setembro de 2021

Mudança climática deve alterar o funcionamento de comunidades de microrganismos marinhos, aponta estudo

Grupo de pesquisadores de várias partes do mundo concluiu que o plâncton do planeta se organiza em consórcios microbianos, em que uma espécie depende da outra para viver

Reportagens
22 de setembro de 2021

Avança no MMA pedido do Ministério da Economia para afrouxar normas ambientais

Pasta comandada por Guedes busca satisfazer demandas do setor privado. Mudanças dão continuidade ao que Salles tentou fazer em maio de 2020, quando sugeriu “passar a boiada”

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 1

  1. MARTA METELLO JACOB diz:

    Mais uma prova da ignorância e atraso dos negacionistas do clima. Ao facilitar a destruição de biomas sensíveis e preciosos como a belíssima Mata Atlântica, os boçais ignoram que algum eventual lucro ou vantagem será tragado pelas consequências funestas em termos de mais aquecimento, menos condições para qualquer cultivo, menos água para consumo das populações tão numerosas nesta área do país. Irreversível e profundamente lamentável. Não admira que os jovens e todas as pessoas conscientes estejam sofrendo de uma nova doença: a ansiedade climática. Eu embora com quase 80 anos, me incluo entre os ansiosos climáticos, pois vejo diuturnamente ações que tendem a agravar minha preocupação com os rumos atuais das políticas – ou falta delas – para o ambiente.