Salada Verde

Passagem só de ida: sem autorização, helicóptero deixa “trompetistas do apocalipse” em cume no PARNASO

Os dois infratores – que seguem vivos – foram deixados de forma irregular no Dedo de Deus, dentro do Parque Nacional da Serra dos Órgãos no dia 02 de setembro e ainda não foram resgatados

Duda Menegassi ·
10 de setembro de 2021
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

Dois indivíduos, munidos de nada além do que trombetas e um fanatismo religioso, foram deixados de helicóptero no Dedo de Deus, a 1.692 metros de altitude, para tocar as “trombetas do apocalipse”. Não, você não está em alguma página de humor da Internet, como o Sensacionalista. A loucura, cometida dentro dos limites do Parque Nacional da Serra dos Órgãos, na região serrana do estado do Rio de Janeiro, é real – e está dando uma baita dor de cabeça aos gestores da área protegida, que não autorizaram a operação do helicóptero no cume. Os dois “trompetistas” sem identidade, vestidos de camisetas em que se lê “Exército de Cristo” foram deixados no cume no último dia 02 de setembro, com barracas de camping, mas sem nenhum equipamento de escala – essenciais para quem almeja subir (ou descer) no topo do Dedo de Deus – e lá estão desde então, uma vez que nenhum helicóptero se arriscou a voltar para pegá-los e ser identificado pelos fiscais para responder pela infração. Apesar dos oito dias de vento, chuva e frio, uma fonte que trabalha no parque confirmou para ((o))eco que os dois estão vivos e devem descer do cume neste final de semana, com apoio de um grupo de escaladores que, a depender do clima, subirá ao Dedo de Deus.

Em nota oficial, o ICMBio informou que: “No dia 02/09/2021, o ICMBio constatou que ocorreu um voo de helicóptero tripulado não autorizado sobre o Dedo de Deus no interior do PARNASO [Parque Nacional da Serra dos Órgãos]. Na ocasião, não foi possível obter maiores evidências e autoria, devido a impossibilidade de identificação da aeronave à longa distância no vídeo produzido pela equipe de monitores da BR-116. Em 04/09/2021, foi comunicado por visitantes do Dedo de Deus que havia duas pessoas com material e equipamentos pernoitando no local. Neste mesmo dia, diversas informações chegaram ao ICMBio por diferentes canais, inclusive vídeos dos possíveis infratores praticando rituais religiosos no cume do Dedo de Deus. Diante do descumprimento de regramento do Plano de Manejo do Parque e do grave risco à segurança dos envolvidos na infração e também dos outros visitantes (que de forma autorizada e agendada, frequentam este atrativo) o ICMBio estabeleceu contato com o Bombeiro (16° GBM/CBMERJ) e com o Ministério Público Federal no intuito de organizar respostas em caso de incidentes e prevenção de desdobramentos mais graves do caso”.

“Considerando que a retirada forçada de pessoas do cume do Dedo de Deus é uma ação que demanda equipes altamente treinadas e equipamentos próprios, considerando o grave risco advindo de tal manobra, e primando pela segurança das equipes e dos próprios infratores, decidiu-se, em conjunto com o 16º GBM – CBMERJ pela não intervenção física forçada no local”, continua a nota. O órgão ambiental busca identificar agora as pessoas que contribuíram para a prática desta infração.

Alguns vídeos da dupla circulam pelas redes sociais. Em uma das filmagens, feita de drone, é possível ver ainda uma terceira pessoa, que opera o equipamento aéreo, mas que não é mencionada pelo comunicado do ICMBio. De acordo com a fonte ouvida por ((o))eco, se trata apenas de um escalador que, ao se deparar com a cena “apocalíptica” fez o registro de forma fortuita.

A multa por descumprir as regras estabelecidas em unidades de conservação varia de R$ 500,00 a R$ 10.000,00.

  • Duda Menegassi

    Jornalista ambiental especializada em unidades de conservação e montanhismo. Escreve para ((o))eco desde 2012. Autora do livr...

Leia também

Colunas
10 de agosto de 2020

O valor que o fogo queima: PARNASO em chamas

O fogo queima mais do que árvores, queima serviços de captura de carbono, de regulação ecológica, de suporte e culturais, tendo efeitos no bem estar e para a economia como um todo

Análises
7 de agosto de 2020

Do Queijo aos Castelos: a alta montanha em chamas no Parque Nacional da Serra dos Órgãos

A situação está sendo aos poucos controlada e as equipes de campo continuam mobilizadas. A Serra chora por arder mais um ano e ver sua diversidade empobrecida e suas paisagens impactadas

Análises
22 de julho de 2020

Um resgate com final feliz de dois filhotes de gato-mourisco

Resgate de felinos ameaçados de extinção envolve comunidade local e gestão de Parque Nacional da Furna Feia, no Rio Grande do Norte

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 8

  1. Damiana diz:

    Percebe-se no texto todo o desrespeito da Duda por serem cristãos, com coisas lamentáveis como fanatismo, loucura. Se fossem de “outro grupo” não teria esse tratamento. Mas é um ironia do destino que a cidadã tenha como nome MARIA Eduarda! kkkk


  2. Silvio diz:

    Os “soldados” subiram no dia dois de setembro, antecipando a preparação para o apocalipse, previsto pelo Messias para acontecer no sete de setembro, quando tocariam o seu berrante (desculpe, mas aquilo não é uma trombeta.) do alto do Dedo de Deus. Imaginem só, que apoteótico! Infelizmente, para eles, o apocalipse foi apenas mais um fake.


  3. joão oliveira botelho diz:

    Deixem os pobres sujeitos curtirem seu apocalipse pessoal. É a escatologia da imbecilidade.


  4. Alzira diz:

    Fanatismo exacerbado, irresponsabilidade total… Mas ao mesmo tempo… Tem minha admiração, boa sorte para eles na descida. Meu Deus!!! Corajosos.


  5. Marcos diz:

    Ótima reportagem!
    Em si. Pura adrenalina.
    Meu sonho passar um dia por ali com meu Parapente.


  6. Moraes diz:

    O registro da infração é válido e qualquer ato não autorizado deve ser apurado. Há que se apurar também o responsável pelo sobrevôo não autorizado. Dito isto, fica claro também que boa parte da indignação demonstrada na matéria é relativa à prática religiosa. Uma clara demonstração de preconceito. Fico imaginando se fosse o caso de um ritual oriental ou de matriz africana, se haveriam os adjetivos pejorativos, ou se a matéria trataria somente do ato infracional.
    É preciso ficar de olho no “eco”, mas também na intolerância religiosa!


  7. epocavital diz:

    “EXERCITO DE CRISTO”; Tem que Deixa-los lá no Topo, já que é um ‘exercito’,..Devem Possuir Algum Armamento Bélico, Elicópteros,..?
    OBS: deve ser investigado, Qual o Objetivo,..pois pode ser ‘Artimânha do AGRONEGÓCIO’.


  8. Fabio Olmos diz:

    Para que arriscar a vida para resgatar os trompetistas? Deixem deus cuidar dos seus. Ou que eles ganhem um merecido Prêmio Darwin