Infratores são presos em Bonito por caça ilegal de animais silvestres

quinta-feira, 1 abril 2021 18:20

Já no primeiro dia da Operação Semana Santa, que teve início nesta quarta-feira (31), a Polícia Militar Ambiental de Bonito prendeu e autuou dois homens por caça ilegal de animais silvestres e porte ilegal de armas. Os policiais apreenderam 52 quilos de carne de catetos (Pecari tacaju), 3kg de carne de cutia (Dasyprocta punctata) e um tatu-galinha (Dasypus novemcinctus) — espécie ameaçada de extinção –, armazenados em um freezer no local, além de dois rifles e munições. Os infratores foram multados em R$28.500,00, receberam voz de prisão e foram encaminhados à delegacia de Polícia Civil de Bonito.

A ação foi uma resposta a denúncias recebidas pelos policiais sobre a caça ilegal. Os infratores são residentes de Chapecó, interior de Santa Catarina, e prestavam serviço como empreiteiros em propriedade rural em Bonito há pouco mais 30 dias.

Em outra ação, realizada no dia anterior (30), os policiais ambientais de Bonito autuaram em R$5.000,00 o proprietário de um atrativo turístico pela supressão vegetal de 300 metros quadrados, medidos com GPS, em Área de Preservação Permanente (APP), nas matas ciliares do rio Formoso. O proprietário, que também responderá por crime ambiental com pena prevista de um a três anos de detenção, afirmou que seu funcionário havia suprimido a área sem sua autorização.


*Foto em destaque: Polícia Militar Ambiental do Mato Grosso do Sul/Divulgação

Leia também

3 comentários em “Infratores são presos em Bonito por caça ilegal de animais silvestres”

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.