Salada Verde

Fundação Grupo Boticário abre inscrições para projetos envolvendo turismo em áreas naturais

Ao final, será aplicado um total de R$ 2 milhões para apoiar as propostas selecionadas. A ideia é desenvolver propostas que aliem turismo e proteção da biodiversidade

Daniele Bragança ·
9 de março de 2020 · 1 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
Crédito: Duda Menegassi.

Foram abertas nesta segunda-feira (9) as inscrições para a primeira fase da “teia – soluções para a proteção da natureza”, processo de cocriação que envolverá diversos atores da sociedade para apontar os desafios para aprimorar o turismo em áreas naturais. Ao final de quatro etapas, o objetivo é viabilizar inovações com o propósito de aliar o turismo com a proteção da biodiversidade brasileira. As soluções selecionadas receberão, ao todo, R$ 2 milhões da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, realizadora da chamada.

Na fase inicial, que segue até 29 de março, qualquer pessoa que tenha identificado desafios a serem superados para o desenvolvimento do turismo em áreas naturais poderá participar. A inscrição é gratuita e deve ser feita no site www.fundacaogrupoboticario.org.br. Basta preencher o cadastro e responder três perguntas simples.

“Com a inscrição dos desafios, queremos que toda a sociedade – especialmente os públicos que estão diretamente em contato com esta temática em qualquer lugar do Brasil – indique quais são os principais gargalos para desenvolvermos no País um turismo responsável em áreas naturais. Uma atividade que, além de gerar renda e desenvolvimento para comunidades locais, contribua com a proteção do nosso patrimônio natural. Acreditamos que o contato com a natureza desperta o interesse em cuidá-la”, explica a diretora-executiva da Fundação Grupo Boticário, Malu Nunes.

Próximas etapas

Depois de selecionados os principais desafios, a teia dará sequência à segunda fase do processo: a proposta de soluções para essas lacunas. De 7 a 21 abril, qualquer pessoa – mesmo aquelas que não se inscreveram na primeira fase – poderá sugerir ideias de como os desafios poderão ser solucionados, integrando a proteção da biodiversidade com o desenvolvimento econômico das regiões a partir do turismo.

Durante a terceira fase, que ocorre de 7 a 24 de maio, as melhores soluções serão desenvolvidas com acompanhamento on-line de consultores voluntários e especialistas da Fundação Grupo Boticário para que se tornem economicamente viáveis e replicáveis em grande escala. Na última etapa, serão selecionadas as soluções a serem apoiadas.

A instituição, que completa 30 anos em 2020, tem experiência com ações de turismo em áreas naturais a partir do trabalho que desenvolve desde 1994 na Reserva Natural Salto Morato, em Guaraqueçaba (PR), que é aberta à visitação e protege 2.253 hectares da Mata Atlântica.

Para mais informações sobre a “teia – soluções para a proteção da natureza”, assista ao webinar no Facebook da Fundação: https://www.facebook.com/fundacaogrupoboticario/videos/197985001305148/

Etapas:

  • De 9 a 29 de março: inscrição de desafios.
  • De 7 a 21 de abril: inscrição de soluções.
  • De 7 a 24 de maio: cocriação de ideias e mentoria.
  • Dia 27 de maio: divulgação das soluções que serão apoiadas.

Inscrições: www.fundacaogrupoboticario.org.br.

 

*Com informações da Fundação Grupo Boticário. 

 

Leia Também 

Fundação Grupo Boticário abre inscrições para projetos de conservação

Criação de áreas marinhas protegidas está estagnada

Fundação O Boticário abre inscrições para edital de apoio financeiro

 

  • Daniele Bragança

    É repórter especializada na cobertura de legislação e política ambiental. Formada em jornalismo pela Universidade do Estado d...

Leia também

Salada Verde
5 de julho de 2018

Fundação O Boticário abre inscrições para edital de apoio financeiro

O edital da segunda chamada de 2018 para projetos de conservação já está com inscrições abertas. O prazo vai até 31 de agosto. Veja como participar

Análises
8 de setembro de 2014

Criação de áreas marinhas protegidas está estagnada

Em outros países, a criação de áreas protegidas marítimas avança célere, enquanto nada acontece no Brasil para proteger seu imenso litoral.

Salada Verde
20 de fevereiro de 2019

Fundação Grupo Boticário abre inscrições para projetos de conservação

Os interessados têm até o dia 31 de março para se inscrever. Ao todo, serão cerca de R$ 2 milhões destinados aos projetos selecionados

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta