Salada Verde

“Entrega o serviço que eu sei quem dá conta de fazer”, diz Kátia Abreu sobre Salles

Senadora reclama da incompetência do ministro em combater o desmatamento na Amazônia. “Prefiro sacrificar algumas convicções do que sacrificar a agropecuária brasileira”

3 de maio de 2021
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

A senadora Kátia Abreu (MDB-TO), ex-líder dos ruralistas na Câmara dos Deputados e ex-ministra da Agricultura no governo Dilma, reclamou nesta segunda-feira (03) que o ministro Ricardo Salles expõe a agropecuária brasileira ao não combater o desmatamento. A fala foi feita durante audiência pública na Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) do Senado que discute o Projeto de Lei nº 510/2021, que amplia a anistia aos invasores de terras públicas e que os ambientalistas chamam de PL da Grilagem. O PL é de autoria do também senador Irajá Abreu (PSD/TO), filho mais velho da senadora Kátia Abreu. 

“Estamos nessa situação, ridícula, temerária, de alto risco, por conta de onze municípios? e de uma disputa do Ministério do Meio Ambiente com a vice-presidência da República, que estão disputando espaço porque um é presidente do Conselho [da Amazônia] e outro é o ministro? e nós brasileirinhos vamos pagar esse preço?”, discursa Abreu. “O que foi que aconteceu? Qual é o segredo? E agora dizendo que precisa de 1 bilhão de dólares para conter o desmatamento e que se os países lá fora não derem 1 bilhão de dólares, que não tem [combate ao] desmatamento. Entrega o serviço que eu sei quem dá conta de fazer. Entrega que eu sei quem dá conta de fazer isso lá no Ministério do Meio Ambiente. Conter o desmatamento em onze cidades. quem não tem competência não se estabelece”, disse.

A senadora propôs chamar o vice-presidente Mourão, junto com o ministro do Meio Ambiente, para em sessão conjunta com a Comissão de Meio Ambiente do Senado explicar por que o plano de combate ao desmatamento ainda não está implementado.

Leia também

Salada Verde
3 de maio de 2021

Salles acusa deputados por baixo orçamento do Ministério do Meio Ambiente

Em sessão na Câmara, ministro finge não saber que o próprio Bolsonaro vetou R$239,8 milhões de emendas parlamentares ao MMA e acusa deputados de não incrementarem o orçamento da pasta

Notícias
28 de abril de 2021

Senado vota PL que regulariza a grilagem de terras públicas até dezembro de 2014

Pacheco incluiu na ordem do dia projeto do senador Irajá Abreu que resgata texto da MP da grilagem, que caducou. Proposta deve ser votada às 16h

Notícias
28 de abril de 2021

Após pressão, Pacheco adia votação de projeto que regulariza a grilagem de terras

Senadores não tiveram acesso ao relatório de Carlos Fávaro e nem a todas as 98 emendas feitas ao texto. Representantes do agronegócio, ambientalistas e famosos protestam nas redes contra PL

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 4

  1. AvatarKaua adriano diz:

  2. AvatarRamiro diz:

    Falou Katia Abreu…eleita como ‘Miss Desmatadora’ pelo Greenpeace, em 2009.


  3. AvatarPaulo diz:

    Fumaceiro . Pode jogar fora.
    Deputados que engolem bola, muito ruim a formação destes parlamentares no assunto.


  4. AvatarPaulo diz:

    Fumaceiro barato. Pode jogar fora.
    E deputados que engolem bola.