Salada Verde

Chefia que apura infrações ambientais será ocupada por PM

Salles nomeia o Tenente-Coronel da Policia Militar, Wagner Tadeu Matiota para a superintendência de Apuração de Infrações Ambientais do Ibama

Duda Menegassi ·
9 de dezembro de 2020
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

À revelia dos protestos feitos pela sociedade civil contra o loteamento dos cargos de chefia dos órgãos ambientais, Ricardo Salles segue firme na sua missão de rechear Ibama e ICMBio com patentes ao invés de currículos técnicos da área. O nome da vez é o do Tenente-Coronel da Polícia Militar do Estado de São Paulo, Wagner Tadeu Matiota, nomeado nesta quarta-feira (09) para comandar a Superintendência de Apuração de Infrações Ambientais do Ibama.

Em outubro, o presidente do Ibama, Eduardo Fortunato Bim, publicou uma portaria que realocou cargos em comissão dentro da Superintendência, o que permitiu que as nomeações fossem feitas diretamente do gabinete do ministro, sem necessidade de ser um servidor do órgão a ocupar a posição.

Ao superintendente da pasta cabe planejar, dirigir e supervisionar o sistema de apuração de infrações ambientais no país. Um cargo estratégico no momento em que menos se multa no Brasil, sem nenhum sinal de esmorecimento na prática de crimes ambientais. Na Amazônia, foram 2.335 autuações este ano (até 12 de novembro), menos da metade do registrado em anos anteriores. Em 2019 foram 5.370 e em 2018, 5.765 multas. (Duda Menegassi)

 

Leia também

Ibama gastou só 20% do orçamento para fiscalização até julho

  • Duda Menegassi

    Jornalista ambiental especializada em unidades de conservação e montanhismo. Escreve para ((o))eco desde 2012. Autora do livr...

Leia também

Reportagens
9 de agosto de 2020

Ibama gastou só 20% do orçamento para fiscalização até julho

Multas caíram pela metade no mesmo período; dados do governo apontam corte de 16,7% no orçamento para 2021

Notícias
21 de setembro de 2021

Justiça de Rondônia considera inconstitucional lei que extinguiu 11 UCs no Estado

Decisão é novo capítulo de novela jurídica em torno das UCs de Rondônia. Leis posteriores à norma agora considerada inconstitucional ainda colocam em risco áreas protegidas

Salada Verde
21 de setembro de 2021

Senador quer impedir Ibama de destruir equipamentos durante fiscalização

Telmário Mota (Pros-RR) entrou com um projeto de lei para que maquinário, veículos e instrumentos usados no crime ambiental não possam ser destruídos pelo Ibama. Na Câmara, há 7 proposta parecidas

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta