Salada Verde

Bolsonaro diz que diretor do INPE pode estar “a serviço de alguma ONG”

Irritado com pergunta sobre desmatamento, presidente diz que desconfia dos dados divulgados recentemente sobre a derrubada da floresta em julho

Daniele Bragança ·
19 de julho de 2019 · 2 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
Bolsonaro durante café da manhã com Jornalistas. Foto: Marcos Corrêa/PR.

Após o ministro do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno, afirmou que o dado do Inpe é “manipulado” e a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, dizer que há problemas técnicos nos dados, chegou a vez do presidente da República, Jair Bolsonaro, dizer que não acredita no aumento do desmatamento e que suspeita que o diretor do INPE, órgão responsável pelo monitoramento da Amazônia desde 1988, possa estar “a serviço de alguma ONG”.

A declaração foi feita nesta sexta-feira (19), em café da manhã com jornalistas estrangeiros. Irritado com a pergunta sobre os rumos da política ambiental de seu governo, Bolsonaro disse que a “Amazônia é do Brasil, não é de vocês” e que “nenhum país do mundo tem moral pra falar da Amazônia”. Apesar do Brasil deter a maior parte da Amazônia, o país compartilha a floresta com mais 8 países.

“Isso que acontece de muitas divulgações, por exemplo, como a de ontem, do Inpe, é uma cópia de anos anteriores. Até mandei ver quem é o cara que está na frente do Inpe. Ele vai ter que vir se explicar aqui em Brasília esses dados aí que passaram pra imprensa do mundo todo, que pelo nosso sentimento não condiz com a verdade. Até parece que ele está à serviço de alguma ONG, que é muito comum”, disse Bolsonaro.

O INPE é vinculado ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações e presidido pelo engenheiro e físico Ricardo Magnus Osório Galvão, que comanda o órgão desde setembro de 2016. Os dados do desmatamento são públicos.

“Nós entendemos a importância da Amazônia para o mundo, mas a Amazônia é nossa. Não vai ter mais aquele tipo de política que era feita no passado”, disse Bolsonaro, antes de voltar a falar que quer reintegrar o índio a civilização.

 

Leia Também 

Sociedades científicas defendem Inpe em carta a Bolsonaro

Após declarações de Ricardo Salles, INPE divulga as diferenças entre os sistemas de monitoramento

Desmatamento consolidado: Amazônia perdeu 7.536 km² em 2018

 

 

  • Daniele Bragança

    É repórter especializada na cobertura de legislação e política ambiental. Formada em jornalismo pela Universidade do Estado d...

Leia também

Salada Verde
26 de junho de 2019

Desmatamento consolidado: Amazônia perdeu 7.536 km² em 2018

INPE divulgou os dados consolidados do período de agosto de 2017 a julho de 2018. Os números preliminares indicavam um desmatamento de 7.900 km²

Notícias
17 de janeiro de 2019

Após declarações de Ricardo Salles, INPE divulga as diferenças entre os sistemas de monitoramento

Instituto conta com três sistemas de monitoramento: Prodes, Deter e TerraClass. Ministro tem falado em criar monitoramento que já existe

Salada Verde
10 de julho de 2019

Sociedades científicas defendem Inpe em carta a Bolsonaro

Cientistas lançam carta aberta em defesa do monitoramento do desmatamento feito pelo Instituto Nacional de Estudos Espaciais (INPE), que realiza a tarefa desde os anos 80

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 16

  1. Danúzio Alves diz:

    No meio dessa briga, quem se lasca é o país e sua população.


  2. Esmeralda diz:

    Um tema muito importante, mas sempre muito complicado


  3. Francisco Mendes diz:

    Bolsonaro quer superar Dilma em quem demonstra a maior estupidez desinibida.


  4. George diz:

    Mas, mas, mas…

    … a ONG divulgou que o desmatamento diminuiu!
    https://www.oeco.org.br/noticias/imazon-desmatame


    1. Neto diz:

      O desmatamento continua cara, não há nada pra se comemorar ainda, se considerar o acumulado do ano!


  5. José diz:

    Ó o nível dos maluco! O malucão eleito e os panacas seguidores. Uma coisa não posso negar: tá divertido. Me solidarizo com o dirigente do INPE q deve ter estudado muito pra chegar onde está, produzir informação de qualidade e ter que ouvir as imbecilidades desse malandrão ignorante q foi eleito por 47 milhões de imbecis.


    1. Manoel diz:

      Que doença grave é a esquerdopatia!!! Sequela os cérebros, causa cegueira e surdez, descontrola a verborragia beócia… É a demência total.

      POR QUE NÃO HÁ TANTAS ONGs ESTRAGEIRAS NO NORDESTE SECO COMO HÁ NA AMAZÔNIA?

      Você consegue entender isso?

      Vítimas da seca!
      Quantos? 10 milhões.
      Sujeitos à fome? Sim.
      Passam sede? Sim.
      Subnutrição? Sim.

      ONGs estrangeiras ajudando: NENHUMA😡

      Índios da Amazônia.
      Quantos? 230 mil
      Sujeitos à fome? Não
      Passam sede? Não
      Subnutrição? Não
      ONGs estrangeiras ajudando: 350 😱

      Provável explicação:
      A Amazônia tem ouro, nióbio, petróleo, as maiores jazidas de manganês e ferro do mundo, diamante, esmeraldas, rubis, cobre, zinco, prata, a maior biodiversidade do planeta (o que pode gerar grandes lucros aos laboratórios estrangeiros), madeira nobre e outras inúmeras riquezas que somam 14 trilhões de dólares.

      O nordeste não tem tanta riqueza mineral, por isso lá não há ONGs estrangeiras ajudando os necessitados e famintos.


  6. Flávio diz:

    É fato o aparelhamento ideológico do estado e o trabalho extenso de desinformação da extrema imprensa em sintonia com interesses geopolíticos externos. Por exemplo, porque o INPE e a imprensa não divulgam a quantidade de desmatamento ILEGAL e o desmatamento LEGAL? O que realmente está crescendo ou diminuindo?
    Se está crescendo o desmatamento legal, quais as consequencias econômicas e sociais destas iniciativas? Deve-sse restringir o desenvolvimento socioeconomico da população amazonense? Nesta ótica, a que interesses a iniciativa atende?
    O drama é que em geral ambientalistas e academia têm se notabilizado como massa de manobra de interesses estranhos à nação e a imprensa se esmera em desinformar.
    Não é a tôa a reação pública ao tema.


    1. Neto diz:

      Cara presta atenção. Em todos os governos ocorreu esse mesmo tipo de problema. Não é algo novo. Por que que vocês ficam tao irritados com o estudo? É a verdade apenas! o que precisa fazer e combater o desmatamento e não desmerecer o órgão ambiental, que inclusive é uma instituição reconhecida no mundo todo com o bom trabalho que vem desenvolvendo. Só a equipe do governo tem razão então? qualquer dado que for o contrario do que vocês pensam é a intriga do oposição ou "esquerdista", como vocês gostam de falar. Vai estudar cara. Só pegar as autorizações do ibama, e vê se bate com a cobertura florestal suprimida.


  7. Abinel diz:

    O BRASIL foi invadido e doado aos países que já destruíram suas florestas. A RAPOSA SERRA DO SOL, (RORAIMA )onde existe a maior reserva de NIOBIO, foi entregue a um bando de" índios,", lá está um caos, pobreza e RIQUEZA , só entra GRINGOS, que contrabandeia nossas reservas feito pelo CRIMINOSO CONDENAFO. CANALHA LULA PRESIDIARIO DA SILVA.. O arruaceiros contribuía com 25%do PIB de Roraima. Não tem de dar notícias para Países e m
    Milhares de ONGS, porque não vão para NORDESTE, ajudar os necessitados.


    1. Júlio Castro diz:

      Prezado, faça urgente um teste de sanidade mental.


      1. Paulo diz:

        Sr, Abinel, voce com esta fala de fora da hora, esta parecendo pinel.


    2. Neto diz:

      tarja preta cara. Isso que você precisa!!


  8. Sousa santos diz:

    Essa culpa eu não carrego


    1. Santos Sousa diz:

      Mas a anterior aposto que carregou. E com muita carga no lombo!


  9. Paulo diz:

    Presidente , por favor não fale bobagens.
    Que teimosia burra. Vá lá com um avião da FAB e olhe nos mapas, deixa de ser somongo.
    Sim o Brasil é dos brasileiros, meu, seu e de todos atuais e futuros brasileiros.