Salada Verde

Portaria regula extração de madeira de espécies ameaçadas

Exploração seguirá regras dos Planos de Manejo Florestal Sustentável. Maior preocupação é com extinção de árvores de alto valor comercial.

Redação ((o))eco ·
19 de fevereiro de 2015 · 7 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

Objetivo é proteger as árvores de alto valor comercial do corte predatório. Foto: Paulo de Araújo/MMA
Objetivo é proteger as árvores de alto valor comercial do corte predatório. Foto: Paulo de Araújo/MMA

O Ministério do Meio Ambiente publicou na sexta-feira (13) a Instrução Normativa nº 1, que regulamenta a exploração comercial árvores ameaçadas de extinção.

Agora, a exploração dessas espécies deverá seguir as regras dos Planos de Manejo Florestal Sustentável (PMFS) e seus respectivos Planos Operacionais Anuais (POAs), conforme os critérios estabelecidos na normativa.

De acordo com o texto, na área das Unidades de Produção Anual (UPAs) – uma subdivisão da Área de Manejo Florestal, destinada a ser explorada em um ano – deve-se manter pelo menos 15% do número de árvores por espécie , sempre respeitando o mínimo de quatro exemplares por espécie a cada 100 hectares.

As regras não se aplicam às espécies com restrição ou proibição de corte, como a proibição de corte que protege a araucária (Araucaria angustifolia), espécie criticamente ameaçada de extinção.

 

 

Saiba Mais
Instrução Normativa nº 1
Lista Nacional Oficial de Espécies da Flora Ameaçadas de Extinção

Leia Também
Floresta Estadual do Amapá corre o risco de acabar
A aposta incerta do manejo florestal
Direto do Nortão, dia 3: O desafio da extração legal

 

 

 

Leia também

Reportagens
2 de novembro de 2012

Direto do Nortão, dia 3: O desafio da extração legal

Depois de participar da operação Soberania Nacional, do Ibama, era chegada a hora de conhecer como funcionam as madeireiras da região.

Reportagens
7 de outubro de 2008

A aposta incerta do manejo florestal

Em setembro, o governo deu o pontapé inicial na concessão de florestas públicas para manejo privado. É uma aposta cercada de dúvidas, diz Niro Higuchi, do Inpa, em entrevista a O Eco.

Reportagens
20 de junho de 2013

Floresta Estadual do Amapá corre o risco de acabar

Grupo político ligado a empresas madeireiras e a produção de soja quer derrubar o decreto de criação desta UC que ocupa 17% do estado.

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta