Vídeo: O que mudou na visitação dos parques nacionais desde o final da II Guerra Mundial? Por Jonathan Putnam

Duda Menegassi (Texto) e Marcio Isensee e Sá (Vídeo e Edição)
segunda-feira, 27 agosto 2018 19:04
Grand Canyon National Park. Foto: Wikipédia.

O Serviço Nacional de Parques dos Estados Unidos foi criado durante a I Guerra Mundial, em 1916, através de um Ato do Congresso Americano. Ao longo de mais de 100 anos de história, a agência encarregada da gestão dos parques nacionais presenciou diversas mudanças, mas a principal virada no que concerne à visitação nas áreas protegidas aconteceu com o fim da II Guerra Mundial, quando os soldados voltaram ao país e se dedicaram a conhecê-lo, o que incluía visitar os atrativos naturais.

Com o crescimento exponencial da visitação, o Serviço Nacional precisou investir na infraestrutura e no acesso aos parques, como explica o diretor do Programa World Heritage do Serviço Nacional de Parques, Jonathan Putnam. “Durante a II Guerra Mundial, nossos parques nacionais recebiam um número bastante reduzido de visitantes, talvez alguns milhões no sistema como um todo. Mas nos anos 50, esse número estava mais para 20 a 30 milhões de visitantes anuais”, conta Putnam.

Durante o IX Congresso Brasileiro de Unidades de Conservação,  o ((o))eco conversou com o Putnam sobre essa virada na visitação dos parques americanos e como foi a estruturação do sistema para receber cada vez melhor esses visitantes.

Assista:

PS: Ative a legenda do YouTube para ver a tradução.

 

Leia Também

Vídeo: Quais são as contribuições econômicas do turismo em unidades de conservação? Por Thiago Beraldo

Uso público nos Parques Nacionais é um direito civil

Vídeo: Como foi percorrer 11 travessias em parques nacionais no Brasil? por Duda Menegassi

 

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.