Notícias

Projeto que anexa Floresta do Camboatá em parque estadual avança na Alerj

Proposta recebeu 4 emendas e deve voltar à pauta do plenário na semana que vem. Prefeitura quer construir novo autódromo no terreno da Floresta do Camboatá

Duda Menegassi ·
13 de agosto de 2020
Projeto foi discutido no plenário da Alerj nesta quinta-feira. Imagem: Reprodução.

A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) discutiu nesta quinta-feira (13) o projeto de lei de autoria do deputado Carlos Minc (PSB) e do ex-deputado André Larazoni que anexa a Floresta do Camboatá, em Deodoro, Zona Norte do Rio de Janeiro, ao Parque Estadual do Mendanha-Gericinó. O projeto recebeu 4 emendas e volta a tramitar nas comissões, antes de voltar ao plenário. 

O deputado Carlos Minc, um dos autores do projeto, considera que essa tramitação não demorará muito. “Como está em [regime de] urgência, deverá voltar à pauta na semana que vem, e a gente vai tentar achar uma solução, porque há muita resistência ao projeto”, disse, em conversa com ((o))eco.

A Floresta do Camboatá é o local onde pretendem construir o novo autódromo do Rio. Para o empreendimento acontecer, uma área de 160 hectares será desmatada. Proteger Camboatá, anexando o terreno ao Parque Estadual do Mendanha, tiraria a área da lista de opções para a construção do novo autódromo e, de quebra, acabaria com o principal argumento dos defensores da transformação da área em autódromo, que afirmam que a área está degradada e será invadida pelos moradores do entorno. 

O Projeto de Lei já passou por audiência pública, em 2018, e por duas comissões na Alerj  – Constituição e Justiça e Meio Ambiente. 

Carlos Minc é otimista sobre o futuro de Camboatá e considera que, mesmo em caso de aprovação do licenciamento no Inea, haveria a judicialização do processo. 

“A adesão ao movimento tem aumentado. Além do Caetano, do Marcos Palmeiras, do Evandro Mesquista, vão gravar a Xuxa, o Sebastião Salgado”, afirma.   

A discussão no plenário pode ser vista neste link, a partir das 03h45 min.

 

Leia Também 

Alerj votará projeto que anexa a Floresta do Camboatá ao Parque Estadual do Mendanha

Floresta do Camboatá, onde as nuvens dão vida a um peixe

Autódromo de Deodoro: projeto que preserva área está engavetado há 1 ano e meio

 

  • Duda Menegassi

    Duda Menegassi

    Jornalista ambiental especializada em unidades de conservação e montanhismo. Escreve para ((o))eco desde 2012. Autora do livr...

Leia também

Reportagens
1 de março de 2020

Autódromo de Deodoro: projeto que preserva área está engavetado há 1 ano e meio

Apesar de aprovado por duas comissões, o texto jamais foi levado a plenário. Proposta de transformar a floresta do Camboatá em um novo autódromo do Rio avança

Análises
11 de agosto de 2020

Floresta do Camboatá, onde as nuvens dão vida a um peixe

Camboatá foi mantida preservada ao longo dos anos em uma região que sofreu intenso processo de urbanização, representando uma importante ilha de Mata Atlântica com mais de 100 hectares

Salada Verde
11 de agosto de 2020

Alerj votará projeto que anexa a Floresta do Camboatá ao Parque Estadual do Mendanha

Apesar de aprovado por duas comissões há mais de um ano, o texto só será levado agora para votação no plenário. Proposta pode frear avanço de projeto do autódromo sobre Camboatá

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta