Notícias

Plataforma traça linha do tempo com ações do governo Bolsonaro na área ambiental

Lançado hoje (28) e batizado de Sinal de Fumaça, o monitor interativo detalha principais ações da gestão de Bolsonaro na área socioambiental desde que foi eleito

Duda Menegassi ·
28 de outubro de 2020
Plataforma Sinal de Fumaça/Reprodução

Desde que Bolsonaro foi eleito, em outubro de 2018, muita coisa aconteceu, em particular na área ambiental. Para acompanhar a atuação do poder público, foi lançado nesta quarta-feira (28) o monitor socioambiental Sinal de Fumaça. A plataforma online traça uma linha do tempo interativa na qual lista fatos e movimentos do governo dentro desse tema, assim como as mobilizações da sociedade civil em resposta. O objetivo do monitor é registrar e sistematizar esse histórico de ações para “para facilitar o monitoramento e compreensão das ações e omissões do governo nesta pauta”.

A ferramenta possui filtros por editoria, tema e personagens que podem ser usados pelos usuários para acompanhar o desenvolvimento de certos assuntos, como áreas protegidas ou o Conama – Conselho Nacional de Meio Ambiente. A plataforma já possui mais de 200 conteúdos sistematizados e cronologicamente organizados desde outubro de 2018.

“As conquistas e direitos socioambientais garantidos pela Constituição de 1988 estão ameaçados e sendo desmantelados em tempo recorde pelo governo Bolsonaro”, explica a jornalista Rebeca Lerer, coordenadora do Sinal de Fumaça. “A crise ecológica brasileira obviamente é bem anterior a 2018, mas nosso monitoramento mostra que o atual governo tem agido de forma sistemática e sem precedentes para acelerar o desmonte da estrutura de proteção e desenvolvimento socioambiental no país. As tais reformas infralegais começaram no primeiro dia da gestão Bolsonaro, bem antes do ministro Ricardo Salles verbalizar sua “boiada” na reunião ministerial de abril de 2020″, completa Rebeca.

O monitor é uma realização da Agência Lema e pode ser acessado online através deste link, onde está disponível em português e inglês.

 

Leia também

Observatório do Clima cria plataforma contra fake news ambientais

Lançada cartilha em inglês para desmentir Ricardo Salles

Agromitômetro: licenciamento ambiental

  • Duda Menegassi

    Jornalista ambiental especializada em unidades de conservação e montanhismo. Escreve para ((o))eco desde 2012. Autora do livr...

Leia também

Notícias
19 de agosto de 2019

Agromitômetro: licenciamento ambiental

Checamos os principais argumentos do deputado Kim Kataguiri para enfraquecer a lei de licenciamento – e explicamos por que eles não param de pé

Salada Verde
26 de setembro de 2019

Lançada cartilha em inglês para desmentir Ricardo Salles

Na semana em que o ministro do Meio Ambiente está em visita ao exterior para dar defender a política ambiental do governo, livreto exibe as inconsistências na retórica de Salles

Notícias
8 de junho de 2020

Observatório do Clima cria plataforma contra fake news ambientais

A iniciativa, chamada de Fakebook.eco, conta com o apoio de ((o))eco e tem como objetivo combater a desinformação ambiental no Brasil

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 1

  1. Ótima materia, parabens a todos os envolvidos