Parque Estadual da Serra do Papagaio sofre com intensas queimadas

Sabrina Rodrigues
quarta-feira, 20 setembro 2017 20:21
O incêndio, no Parque Estadual da Serra do Papagaio, em Minas Gerais, já ocasionou um dano sem possibilidade de mensuração. Foto: Parque Estadual da Serra do Papagaio/Divulgação.
O incêndio, no Parque Estadual da Serra do Papagaio, em Minas Gerais, já ocasionou um dano sem possibilidade de mensuração. Foto: Parque Estadual da Serra do Papagaio/Divulgação.

Um incêndio de grandes proporções atinge o Parque Estadual da Serra do Papagaio, no Sul de Minas Gerais, desde o dia 12 de setembro. O fogo que começou de forma generalizada, agora, está sendo combatido na região de Aiuroca, na área conhecida como garcia/Pico do Papagaio. Na semana passada, homens armados ameaçaram, com tiros para o alto, as equipes de brigadistas que faziam combate ao incêndio na localidade.

Para o coordenador de áreas protegidas da regional sul de Minas, Rodrigo Martins Goulart, a ameaça e as características das linhas de fogo, localização e o início sincronizado de focos não deixam dúvidas: o incêndio foi criminoso.

Perguntado pelo ((o))eco se a identidade dos ameaçadores já havia sido identificada, Goulart preferiu não dar detalhes, mas disse que o caso está sendo investigado pela polícia e caso alguém tenha alguma pista do incendiário, pode denunciar de forma sigilosa pelo telefone 181.

Combate ao fogo
Esse é tido como um dos maiores incêndios que atingem o parque na história. Ainda não se sabe quantos hectares já foram atingidos pelo fogo. “O chapadão, berta, garcia, canjica, vargem entre outros sofreram bastante com a degradação. Vários animais encontrados mortos, campos e florestas ciliares em nascentes queimadas, um dano sem possibilidade de mensuração, ocasionado por alguém que deixará uma herança nebulosa para os seus próprios filhos, netos e “irmãos” humanos”, lamenta o coordenador.

O incêndio que começou de forma generalizada há 8 dias, surgindo em vários pontos da área, está sendo combatido por equipes com cerca de 80 brigadistas por dia do Instituto Estadual de Florestas (IEF), SEMAD/PREVINCÊNDIO, ICMBio (APA Mantiqueira), Bombeiro Militar, Fundação Matutu e voluntários da região dos incêndios. O combate ainda conta com 2 helicópteros, 4 aviões para lançamento de água, mais de 15 veículos traçados.

Criado pelo decreto n° 39.793, de 5 de agosto de 1998, e com área total de 22.917 hectares, o Parque Estadual da Serra do Papagaio está localizado na Serra da Mantiqueira, região sul de Minas Gerais e abrange os municípios de Aiuruoca, Alagoa, Baependi, Itamonte e Pouso Alto. É um dos últimos remanescentes de Mata Atlântica do Estado, adquirindo ainda maior importância por possuir formações mistas de campos, matas e áreas de enclave com Floresta de Araucária. A unidade abriga muitas espécies endêmicas e ameaçadas de extinção como o papagaio-de-peito-roxo (Amazona vinacea), também conhecido como papagaio-caboclo.

Foto: Parque Estadual da Serra do Papagaio/Divulgação.
Foto: Parque Estadual da Serra do Papagaio/Divulgação.
Foto: Parque Estadual da Serra do Papagaio/Divulgação.
Foto: Parque Estadual da Serra do Papagaio/Divulgação.
Foto: Parque Estadual da Serra do Papagaio/Divulgação.
Foto: Parque Estadual da Serra do Papagaio/Divulgação.
Foto: Parque Estadual da Serra do Papagaio/Divulgação.
Foto: Parque Estadual da Serra do Papagaio/Divulgação.
Foto: Parque Estadual da Serra do Papagaio/Divulgação.
Foto: Parque Estadual da Serra do Papagaio/Divulgação.

Leia Também

Incêndio consome 332 mil hectares no Parque Nacional do Araguaia

Queimadas em Unidades de Conservação dobram no primeiro semestre de 2015

Quem causa os Incêndios florestais – o tempo seco ou o fósforo aceso?

1 comentário em “Parque Estadual da Serra do Papagaio sofre com intensas queimadas”

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.