Notícias

Meninos abandonam filhote de jacaré em pet shop no Mato Grosso do Sul

Animal foi deixado para trás quando o gerente do estabelecimento informou que iria acionar a Polícia Ambiental, já que não é permitido ter um jacaré como animal doméstico

Marcos Furtado ·
5 de agosto de 2020 · 1 anos atrás
Dentro de uma caixa de sapato, um filho de jacaré-do-pantanal (Caiman yacare). Foto: Divulgação/PMA-MS.

Um filhote de jacaré foi deixado por dois meninos em um pet shop em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, na última segunda-feira (3). De acordo com a Polícia Militar Ambiental, as crianças, que aparentavam ter cerca de 10 anos, foram até a loja para saber qual tipo de alimentação dar ao “bicho de estimação”, que não estava comendo. Questionados pelo gerente, Carlos Eduardo Ribeiro, se era cachorro ou gato, eles se recusaram a responder, saíram da loja e voltaram cerca de 30 minutos depois com o animal dentro de uma caixa de sapatos.

Após tomar um susto ao identificar o jacaré, Carlos advertiu os tutores sobre a posse irregular de animais silvestres e afirmou que iria chamar a Polícia Ambiental. Assustados, os meninos saíram correndo e deixaram o filhote no estabelecimento.

A equipe da polícia chegou ao local e transferiu o animal para o Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS). “Como aqui tem muita área de conservação, a gente presume que eles (as crianças) capturaram o jacaré-do-pantanal (Caiman yacare) em um córrego próxima a um lago”, afirmou o coronel Ednilson Paulino Queiroz da Polícia Militar Ambiental.

Leia Também 

Ibama identifica 1277 animais vendidos pela internet e monta operação

Serpentes venenosas são vendidas em grupos de WhatsApp

Tráfico de animais silvestres: Maldade de estimação

 

  • Marcos Furtado

    Escreveu para ((o))eco, Estadão, Folha de SP, Colabora. Ganhou o Prêmio Santander Jovem Jornalista e teve o 3º lugar em concurso do ICFJ

Leia também

Reportagens
12 de maio de 2015

Tráfico de animais silvestres: Maldade de estimação

Transformar um animal silvestre em pet, além de crime, é maldade. Para cada um que ganha um dono, nove morrem na captura ou no transporte.

Reportagens
4 de novembro de 2018

Serpentes venenosas são vendidas em grupos de WhatsApp

O arriscado comércio ilegal de cobras venenosas exóticas foi detectado pelo monitoramento realizado pela Renctas em redes sociais

Salada Verde
6 de junho de 2018

Ibama identifica 1277 animais vendidos pela internet e monta operação

Trabalho com a Polícia Federal resultou no cumprimento de 34 mandados de busca e apreensão, resgate de 134 animais, 12 pessoas detidas e multa de mais de R$ 500 mil

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta