Notícias

Iniciado por queda de balão, incêndio já devastou 80% do Parque Estadual do Juquery

Último remanescente de Cerrado na região metropolitana de São Paulo, a unidade de conservação, em Franco da Rocha, ainda está pegando fogo. Suspeitos foram multados

Daniele Bragança ·
24 de agosto de 2021

O incêndio que atinge o Parque Estadual do Juquery desde domingo (22), em Franco da Rocha (SP), já consumiu 80% da área total do parque. Iniciado por causa de um balão, o fogo varreu quase 1600 hectares da última grande reserva do Cerrado na região metropolitana de São Paulo. Resta apenas 1% da cobertura original do Cerrado no estado de São Paulo. 

Segundo a Prefeitura de Franco da Rocha, mais de 300 pessoas trabalham para conter as chamas. A Polícia Ambiental prendeu sete suspeitos de iniciarem o fogo na tarde de domingo.

Na manhã de ontem, o incêndio parecia controlado, com apenas dois focos resistindo. Mas o calor não deu trégua e o fogo avançou sobre a área protegida. À noite, os trabalhos continuaram, envolvendo profissionais do Corpo de Bombeiros, do Águia, da Guarda Civil Municipal, da Defesa Civil da Prefeitura de Franco da Rocha, médicos veterinários, além de brigadistas de incêndio e voluntários. 

A Guarda Civil Metropolitana prendeu sete suspeitos que estavam em uma estrada próxima do parque soltando balões. Ainda não se pode afirmar que o balão que iniciou o incêndio no parque foi soltado por esse grupo. Um dos suspeitos confessou estar soltando balões e foi solto após pagamento de fiança de 3 mil reais. Os outros seis foram liberados após prestar depoimento.

O fogo passou por aqui. Foto: Orlando Junior/Prefeitura de Franco da Rocha.
Foto: Orlando Junior/Prefeitura de Franco da Rocha.
Foto: Prefeitura de Franco da Rocha.

O vento espalhou cinzas pela região, chegando atingir casas no município de São Paulo. Moradores registraram o ocorrido nas redes sociais. A Defesa Civil de SP lançou um alerta para risco de incêndio florestal, em razão das altas temperaturas. 

Além do Juquery, houve incêndio na APA do Sistema Cantareira, Estação Ecológica Jataí, Apa de Jundiaí, Parque Estadual da Cantareira, e outras 26 unidades, segundo dados do Boletim das Áreas Protegidas do Programa Queimadas, do INPE. Fora das áreas protegidas, um grande incêndio na Serra do Japi, entre Cabreúva, Pirapora do Bom Jesus e Cajamar (SP), já dura 4 dias e consumiu 200 hectares de vegetação.

  • Daniele Bragança

    É repórter especializada na cobertura de legislação e política ambiental. Formada em jornalismo pela Universidade do Estado d...

Leia também

Análises
17 de setembro de 2021

O Brasil no coração da conservação mundial da natureza

O Congresso da IUCN anunciou a agenda de conservação da natureza para a próxima década, invocando os governos a empreender uma recuperação baseada na natureza no pós-pandemia

Notícias
17 de setembro de 2021

Ministério cria programa para fazer o que a Agência Nacional de Águas já faz

Lançado nesta sexta (17), o Rio+Limpos tem como objetivo disponibilizar dados sobre qualidade das águas e fomentar ações de melhoria e saneamento, competências historicamente feitas pela ANA

Notícias
17 de setembro de 2021

Tocantins vende terras públicas invadidas a R$ 3,50 o hectare

Valor é o mais baixo entre os estados da Amazônia, revela estudo do Imazon. Além do preço irrisório, Tocantins tem pior colocação no ranking de transparência

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta