Notícias

InfoAmazonia lança robô que mostra focos de queimadas da Amazônia Legal

A ferramenta, que faz parte da cobertura especial sobre a Amazônia Legal, conta com um perfil no Twitter e apresentada dados obtidos por meio de satélite da Nasa

Marcos Furtado ·
30 de setembro de 2020

O InfoAmazonia desenvolveu um robô para compartilhar informações no perfil do Twitter, Bot do Amazônia Sufocada, sobre os pontos de queimadas da Amazônia Legal. A novidade lançada neste mês faz parte do especial Amazônia Sufocada, cobertura jornalística do informativo com o apoio do Rainforest Journalism Fund, em parceria com o Pulitzer Center, que tem o objetivo de tornar público os fatos que envolvem os pontos de fogo e o desmatamento da região.

“A situação mais crítica acontece na terra indígena Apyterewa, cujos 215 focos de calor representam 14% do total registrado em terras indígenas nas últimas 24h”, diz um dos tweets publicados pelo perfil @botqueimadas. De acordo com o InfoAmazonia, o robô utiliza dados do satélite S-NPP, desenvolvido pela Nasa, que até o momento identificou mais de 1500 focos (375 m² cada) com brilho e calor característicos de queimadas.

LEIA MAIS: Amazônia Sufocada – Infoamazônia.

Além de distribuição do conteúdo na rede social, a Amazônia Sufocada disponibiliza um mapa interativo e atualizado em tempo com real com as áreas de queimadas mais críticas da Amazônia. Com esses dados, quatro jornalistas contam histórias por meio de reportagens que mostram os impactos de degradação ambiental na vida de moradores dos estados do Pará, Amazonas, Acre e Mato Grosso.

“As matérias ajudam a explicar os dados e os dados se conectam às matérias, feitas também a partir deles. A conexão entre ambos é o que o InfoAmazonia chama de geojornalismo, um componente forte da nossa produção”, diz um comunicado no site do informativo.

 

Leia Também 

Infoamazônia lança estudo sobre gastos no combate ao desmatamento

Invasões em Terras Indígenas mais que dobraram em 2019

Governo nega militarização ambiental, mas mostra efetivo militar na Amazônia

 

  • Marcos Furtado

    Escreveu para ((o))eco, Estadão, Folha de SP, Colabora. Ganhou o Prêmio Santander Jovem Jornalista e teve o 3º lugar em concurso do ICFJ

Leia também

Notícias
9 de setembro de 2020

Governo nega militarização ambiental, mas mostra efetivo militar na Amazônia

Ao mesmo tempo em que nega que tenha militarizado a área ambiental, o governo destina dez vezes mais recursos para as Forças Armadas combaterem o desmatamento e queimadas do que ao Ibama

Notícias
30 de setembro de 2020

Invasões em Terras Indígenas mais que dobraram em 2019

Dados sobre violência contra os povos indígenas mostram que casos de invasão aumentaram cerca de 135% de 2018 para 2019, infrações estão associadas à desmatamento, mineração e queimadas

Notícias
1 de abril de 2015

Infoamazônia lança estudo sobre gastos no combate ao desmatamento

Segundo portal InfoAmazonia, houve queda também nos investimentos em sustentabilidade. Entretanto, perda de floresta está no seu nível mais baixo.

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta