Notícias

Incêndio na Serra Fina: combates continuam do lado paulista das montanhas

Segundo dados do Corpo de Bombeiros de São Paulo, o incêndio atingiu 600 hectares na Serra Fina, dentro da Área de Proteção Ambiental da Serra da Mantiqueira

Duda Menegassi ·
23 de julho de 2020
Incêndio do lado paulista da Serra Fina ainda não foi totalmente controlado. Foto: Felipe Dias

Situada na fronteira entre os estados de São Paulo e Minas Gerais, a Serra Fina contabiliza o 7º dia consecutivo de combate a um grande incêndio florestal que tomou conta da serra e já consumiu cerca de 600 hectares, de acordo com dados do Corpo de Bombeiros de São Paulo. Enquanto do lado mineiro da Serra o fogo já foi considerado controlado, sem reignições, do lado paulista os bombeiros seguem na luta contra os focos remanescentes do fogo. Grande parte da dificuldade no combate está no acesso às áreas, marcadas pelo relevo acidentado da serra e muitas vezes difíceis de serem alcançadas para combate terrestre. Equipes aéreas têm apoiado as ações dos bombeiros.

O fogo atingiu a Área de Proteção Ambiental da Serra da Mantiqueira, sob gestão do ICMBio, que engajou equipes de brigadistas no combate, principalmente do lado mineiro. De acordo com o último boletim oficial do ICMBio sobre o incêndio, a causa do fogo não é natural e o órgão investiga as possíveis origens, sendo uma das principais suspeitas a de que tenha sido o descuido com uma fogueira. Nesta quinta (23), a equipe do órgão irá realizar análise de campo para tentar identificar o local de início do fogo e a causa do mesmo.

O boletim informa ainda que do lado mineiro foi considerado controlado o único foco persistente, a noroeste da Pedra da Mina, um dos pontos mais emblemáticos da Serra Fina, mas as equipes manterão o monitoramento em caso de reignições. Do lado paulista, os bombeiros seguem no combate dos focos remanescentes, considerados pequenos.

O incêndio teve início na noite da última quinta-feira (16) e engajou equipes do Corpo de Bombeiros de São Paulo e Minas Gerais, brigadistas do ICMBio e dezenas de voluntários que apoiaram as equipes no combate e nos acampamentos.

 

Leia também

Incêndio florestal que atinge a Serra Fina já queimou cerca de 500 hectares

Fogo consumiu quase 30 campos de futebol de floresta no Parque Nacional da Tijuca

Atraso do governo em contratar brigadistas pode piorar cenário de queimadas em 2020

  • Duda Menegassi

    Jornalista ambiental especializada em unidades de conservação e montanhismo. Escreve para ((o))eco desde 2012. Autora do livr...

Leia também

Notícias
23 de junho de 2020

Atraso do governo em contratar brigadistas pode piorar cenário de queimadas em 2020

Edital de contratação de brigadistas do Ibama foi publicado 2 meses mais tarde do que padrão, o que pode comprometer trabalhos de prevenção às queimadas

Salada Verde
30 de junho de 2020

Fogo consumiu quase 30 campos de futebol de floresta no Parque Nacional da Tijuca

A maior suspeita é que o incêndio, que ocorreu na última semana, tenha sido causado por um balão de São João e atingiu região do Vale do Quitite, na Zona Oeste

Notícias
21 de julho de 2020

Incêndio florestal que atinge a Serra Fina já queimou cerca de 500 hectares

Fogo começou na noite da quinta-feira (16) e está próximo a Pedra da Mina, dentro da Área de Proteção Ambiental da Serra da Mantiqueira. Incêndio ainda não foi totalmente controlado

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 1