Adeus a um cidadão brasileiro

domingo, 4 abril 2021 12:53
Vilmar Sidnei Demamam Berna

Uma das tarefas mais difíceis é falar sobre um amigo que parte. Mais ainda quando ele não é apenas um amigo, mas sim um homem que construiu uma vida muito além de qualquer limite que a própria vida lhe impôs. Há muito o que se possa dizer dessa pessoa, pai, marido, avô dentro da dimensão humana. Um caráter inquieto e incapaz de desviar o olhar de uma iniquidade. Vilmar Sidnei Demamam Berna, ou simplesmente Vilmar Berna nunca guardou para si sua acurada visão da humanidade e do mundo. Tornou-se jornalista para contar histórias e defender o maior bem da vida, o Planeta Terra.

Foi reconhecido pela ONU como um lutador, recebeu o Prêmio Global 500 das mãos do imperador Akihito, do Japão, por ser um incansável defensor da vida, em todas as suas formas e dimensões. Nisso esteve ao lado de gigantes como seringueiro Chico Mendes e o sociólogo Herbert de Souza, o Betinho.

Conta-se que os diplomatas brasileiros estavam preocupados, porque Vilmar não deveria e não poderia dirigir a palavra ao Imperador. O protocolo japonês colocou todas as regras de uma cerimônia solene e pediu que Vilmar apenas se dirigisse ao palco, recebesse a honraria e retornasse a seu lugar. Não deu certo.

Vilmar dirigiu-se ao palco, olhou fixamente e imperador e fez um arrazoado sobre a política japonesa de caça às baleias. Tentaram interromper, mas o próprio imperador pediu que continuasse e chamou seu interprete. Ao final da fala prometeu a Vilmar que iria se inteirar dos dados e conversar com seu primeiro ministro.

Transformou a militância ambiental em uma missãoInspirou gerações de jovens jornalistas que hoje brilham em todas as mídias. Usou seu talento com as palavras e seu conhecimento para falar com todos os públicos, desde gestores públicos, empresários, que sempre o respeitaram, até as crianças, a quem dedicou seu melhor com a publicação de dezenas de livros em uma linguagem que respeita a inteligência de seus leitores, de qualquer idade.

Vilmar criou uma das primeiras mídias a dedicar-se exclusivamente à pauta ambiental no Brasil, o Jornal do Meio Ambiente. Com a internet, criou a Rede Brasileira de Informação Ambiental (Rebia), com milhares de participantes em todo o País.

Vilmar Berna por Vilmar Berna

Ninguém melhor para falar sobre a vida do ser humano, jornalista, militante, escritor e pensador Vilmar Berna, do que ele mesmo. Confira em seu blog pessoal. Boa leitura!

2 comentários em “Adeus a um cidadão brasileiro”

  1. Conheci Vilmar adolescente quando foi fazer o primeiro grau a onde eu dava aula(Alberto Lessa) e vi que ele era um jovem diferenciado, articulado um bom gerente de gente. Ficamos amigo e ate ele casar com a Prof Sueli(minha colega e amiga) e ser pai do Leonardo e Gustavo acompanhei a sua linda historia, e fui convidado a ser padrinho do Gustavo(que muito me honrou , mas nao fomos a pia batismal) mas a partir dai o nosso tratamento foi desde de entao de COMPADRE que tenho muito orgulho.
    Figura IMPAR que deixou eternas pegadas que com sua imensa obra nos marcara para sempre, vai na Paz Cidadao do Mundo!!!

    Responder

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.