Download PDF

A ornitóloga Bianca Reinert. Foto: Rede Pró-UC/Facebook.

Bióloga, artesã, dona de uma reserva. A ornitóloga Bianca Reinert era tudo isso e mais um pouco, sempre colocando paixão em tudo o que fez. Co-descobridora da espécie de ave bicudinho do brejo (Formicivora acutirostris), junto com amigos, Bianca criou uma reserva natural para proteger o bicudinho do brejo e um pouco do seu habitat. Guerreira nas suas causas, na madrugada desta segunda (10) Bianca descansou, após longo tratamento contra um câncer.

“Ela foi uma lutadora sem igual, uma lição de força, coragem e perseverança, tanto na sua vida pessoal quanto na sua dedicação pela proteção do Bicudinho-do-brejo e nossa querida idealizadora e criadora da nossa Reserva”, escreveu o biólogo Ricardo Belmonte Lopes, marido de Bianca, no Facebook.

“A história de Bianca é de muita garra, amor e doçura, conquistando todos por onde passou com seu jeito leve e doce, mas determinado. Há anos Bianca lutava contra o câncer mas superou a expectativa inicial dos médicos e pôde realizar diversos feitos para a preservação do bicudinho-do-brejo. Fica aqui nossa homenagem a essa mulher ímpar, nossa admiração por seu trabalho pela conservação da natureza, pela pesquisa de aves e como uma das grandes conservacionistas de nosso tempo. Nossos mais profundos sentimentos à família e amigos”, escreveu a Angela Kuczach, da Rede Pró-UC.

Bianca foi enterrada na tarde desta segunda-feira (10), no Cemitério Municipal de Curitiba.

 

Leia Também 

E-Cons II: Lobo-guará e o Bicudinho-do-brejo na mira da conservação

Morador ameaçado