Notícias

O retorno das ararinhas bahianas

As araras-azuis-de-lear têm uma população pequena, com menos de 1000 animais. Mas o sucesso da conservação parecer mudar estes número.

Redação ((o))eco ·
6 de fevereiro de 2015 · 6 anos atrás

Araras-azuis-de-lear ([i]Anodorhynchus leari[/i])em pleno voo.  Canudos, Bahia. Foto:
Araras-azuis-de-lear ([i]Anodorhynchus leari[/i])em pleno voo. Canudos, Bahia. Foto:

A arara-azul-de-lear (Anodorhynchus leari) é uma espécie de arara endêmica do estado da Bahia, no Brasil. As principais ameaças para população da arara-azul-de-lear são a captura de indivíduos para o comércio ilegal de animais silvestres – que abastecem criadouros particulares no Brasil e exterior – e a destruição do seu habitat, que afeta as suas áreas de alimentação. Até 2008 a espécie era considerada pela IUCN como “Em Perigo Crítico“. A partir daí, medidas de conservação como o Programa de Conservação da Arara Azul de Lear, bem como a proteção garantida pela CITES e pelo Ministério do Meio Ambiente, contribuíram para o aumento da população – hoje estimada em 960 indivíduos – e fizeram com que classificação fosse revista em 2009 para “Em Perigo“. O risco permance, mas as chances de sobrevivência da arara-azul-de-lear são maiores.

 

 

Leia Também
Pinguins equatorianos numa fria
A baleia-franca-do-atlântico-norte e o incerto destino
Os dugongos merecem mais respeito

 

 

 

Leia também

Salada Verde
11 de maio de 2021

Arthur Lira adia para amanhã votação do PL que acaba com o licenciamento ambiental

Proposta transfere para os estados e municípios a definição do que precisa licenciar ou não e torna a obrigatoriedade do licenciamento uma exceção

Reportagens
11 de maio de 2021

Transposição do São Francisco leva peixe invasor à bacia do rio Paraíba do Norte

Pesquisadores identificaram uma espécie invasora no primeiro açude da bacia do rio Paraíba do Norte a receber águas do rio São Francisco e alertam pros riscos de desequilíbrio ecológico

Notícias
11 de maio de 2021

Servidor que relatou ineficiência no Ibama denuncia ameaças feitas por assessor de Salles

Hugo Ferreira foi impedido de copiar documentos do computador onde trabalhava e sofreu ameaças após escrever um relatório para o TCU. Servidor denunciou o ato à corregedoria do Ibama

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta