Notícias

Copa do Mundo das áreas protegidas: Japão

Disciplinados no futebol, embora estejam longe de ser uma potência, os habitantes da Terra do Sol Nascente sabem cuidar das suas riquezas naturais.

Daniele Bragança ·
6 de julho de 2014 · 7 anos atrás

Apesar de estar filiado a FIFA desde 1932, o Japão só conseguiu se classificar para uma Copa do Mundo em 1998. Um dos fatores apontados era a falta de profissionalização do esporte, que só aconteceu à partir de 1993, quando a Liga Japonesa de Futebol Profissional (também chamada J-League) teve sua primeira temporada. Hoje, a J-League é uma das mais importante ligas do Oriente, junto com a K-League coreana e a Super League chinesa.

Desde então, o Japão compareceu a todas as competições, tendo como melhor participação as oitavas de final nos anos de 2002 (quando sediou o torneio em conjunto com os rivais coreanos e foi eliminado pela Turquia) e em 2010 (na África do Sul, sendo eliminado pelo Paraguai nos pênaltis). Nesta Copa, os “Samurai Blue” não passaram da fase de grupos: foram derrotados pela Costa do Marfim e pela Colômbia, e empataram com a Grécia.

Quando o assunto são áreas protegidas, o Japão manda bem nas quatro linhas defensivas. Protege 333 áreas protegidas, que cobrem 16% do território, de acordo com o Centro de Monitoramento da Conservação Mundial (UNEP-WCMC) da ONU.

Dessas áreas, 47 são da categoria Parques Nacionais, como o Parque Nacional Akan, uma região vulcânica com várias crateras no interior de florestas, lagos de águas límpidas e montanhas. A área protegida foi criada em 1934, com 90.481 hectares.

Outro importante Parque Nacional é o de Fuji-Hakone-Izu, com 121.850 hectares. Criado 2 anos após a criação do Parna Akan, a área protegida protege o monte Fuji, que é o pico mais alto (3.776 m) no Japão e um vulcão em forma cônica. Através de muitas erupções, o monte formou a forma que tem hoje, com cinco lagos represados ​​em seu campo norte. Na mesma área se encontra o monte Hakone, que também é um vulcão: a área de Hakone tem inúmeras fontes termais. A parte central da Península de Izu é coberta com florestas virgens exuberantes, e oferece uma vista maravilhosa. O parque é acessível a partir de Tóquio, com transporte e acomodações satisfatórias.

O Parque Nacional Abashiri Quasi protege os lagos e lagoas ao longo do Mar de Okhotsk, em Hokkaido. Isso inclui lagos como o Lago Abashiri e Lago Notoro, bem como o Lago Tōfutsu e Lago Saroma, que é o quarto maior lago do Japão. O parque inclui uma zona marinha protegida, que se enquadra como reserva natural.

Veja abaixo algumas das figurinhas carimbadas das unidades de conservação do Japão.

Parque Nacional Yoshino-Kumano
Parque Nacional Yoshino-Kumano

Se você quiser torcer para o Brasil neste campeonato de áreas protegidas, acesse o WikiParques e conheça mais sobre as unidades de conservação de nosso país. O WikiParques é um site interativo dedicado aos cidadãos que querem compartilhar seus conhecimentos, explorar e debater sobre nossos Parques Nacionais e áreas protegidas. Colabore para proteger.

 

Leia também
Copa do Mundo das áreas protegidas: Holanda
Copa do Mundo das áreas protegidas: Costa do Marfim
Copa do Mundo das áreas protegidas: Estados Unidos
Copa do Mundo das áreas protegidas: Espanha
Copa do Mundo das áreas protegidas: Argentina
Copa do Mundo das áreas protegidas: Alemanha
Copa do Mundo das áreas protegidas: Costa Rica
Copa do Mundo das áreas protegidas: Itália
Copa do Mundo das áreas protegidas: Gana
Copa do Mundo das áreas protegidas: Coréia do Sul
Copa do Mundo das áreas protegidas: Nigéria
Copa do Mundo das áreas protegidas: Inglaterra
Copa do Mundo das áreas protegidas: Camarões
Copa do Mundo das áreas protegidas: Argélia
Copa do Mundo das áreas protegidas: Bósnia e Herzegovina
Copa do Mundo das áreas protegidas: Suíça
Copa do Mundo das áreas protegidas: Colômbia
Copa do Mundo das áreas protegidas: Austrália
Copa do Mundo das áreas protegidas: México
Copa do Mundo das áreas protegidas: Irã
Copa do Mundo das áreas protegidas: Honduras
Copa do Mundo das áreas protegidas: Grécia
Copa do Mundo das áreas protegidas: Chile
Copa do Mundo das áreas protegidas: Croácia
Áreas protegidas do mundo em incríveis fotos 360°

 

  • Daniele Bragança

    É repórter especializada na cobertura de legislação e política ambiental. Formada em jornalismo pela Universidade do Estado d...

Leia também

Reportagens
15 de setembro de 2021

Escuta o xamã: Davi Kopenawa Yanomami envia mensagem para o povo da cidade

Liderança indígena faz apelo por mobilização contra a aprovação do marco temporal e do Projeto de Lei 490

Reportagens
15 de setembro de 2021

Restaurar pasto degradado custa 72% menos do que abrir novas áreas na Amazônia

Além de mais rentável, restauração pode evitar desmatamento de 1 milhão de hectares por ano até 2030, mostra estudo do projeto Amazônia 2030

Reportagens
15 de setembro de 2021

O que sobra quando o rio desce?

Em 2021, a enchente no Amazonas bateu recorde, mas agora que o nível do rio está descendo, aparecem outros problemas para a população mais vulnerável, que fica à mercê do lixo, das doenças e da insegurança de suas casas bambas

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta