Fotografia

Khiluk, o lago manchado

Localizado a noroeste da cidade de Osoyoos, British Columbia, no Canadá, este fascinante lago parece uma toalha estampada. Foto: Andrew Enns

Redação ((o))eco ·
2 de maio de 2014 · 7 anos atrás
Foto:
Foto:

O Lago Manchado (“Spotted Lake”, seu nome em inglês) é rico em diferentes e numerosos minerais. Nele estão algumas das maiores quantidades no mundo de sulfato de magnésio, cálcio e sulfato de sódio. Também contém concentrações extremamente elevadas outros minerais, bem como  pequenas doses de prata e de titânio. Durante o verão, a água evapora, deixando para trás grandes poças de água mineral multicoloridas.  Dependendo da concentração de determinados minerais deixados para trás em cada conjunto, as poças assumem as cores branco, amarelo claro, verde ou azul. Nas áreas onde sulfato de magnésio cristaliza e endurecepelo calor, são formadas “passarelas” naturais (de cor branca) ao redor e entre as poças. Para as tribos locais, que o chamam de Khiluk, o lago é teria um poder de cura místico, cada “mancha” com suas propriedades medicinais únicas. Foto: Andrew Enns

 

 

Veja também
Uma cachoeira no mar

 

 

 

Leia também

Análises
24 de junho de 2021

O teste de fidelidade de Joaquim Leite

15 medidas que o novo ministro do Meio Ambiente deveria tomar para mostrar que é diferente de Ricardo Salles

Notícias
24 de junho de 2021

Ação exige que o poder público apresente plano para prevenção de novo desastre no Pantanal

Partidos vão ao STF demandar que a União e Estados pantaneiros apresentem em até 30 dias medidas que evitem as queimadas intensas que ocorreram em 2020 e que podem ser piores neste ano

Salada Verde
24 de junho de 2021

Em discurso de saída, Salles anuncia concurso com mil vagas para o Ibama e ICMBio

De acordo com ex-ministro, concurso foi autorizado pelo Ministério da Economia. Se confirmado, anúncio afasta possibilidade de extinção do ICMBio

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta