Noruega suspende R$ 130 milhões para o Fundo Amazônia
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

Noruega suspende R$ 130 milhões para o Fundo Amazônia

Sabrina Rodrigues
quinta-feira, 15 agosto 2019 21:11
Vista aérea da Floresta Amazônica, em Manaus. Foto: Neil Palmer.

Depois da Alemanha cancelar o repasse de R$ 155 milhões em recursos para projetos de conservação na floresta amazônica, agora foi a vez da Noruega suspender o valor de 300 milhões de coroas norueguesas, o equivalente a R$ 133 milhões, que iria para o Fundo Amazônia. A informação veio do jornal norueguês Dagens Næringsliv (DV), nesta quinta-feira (15).

Segundo o jornal, o ministro do Clima e Meio Ambiente da Noruega, Ola Elvestuen, teria afirmado que Brasil quebrou o acordo para financiar medidas de desmatamento. A reportagem de ((o))eco entrou em contato com a Embaixada da Noruega no Brasil, que confirmou a medida. 

“A Embaixada da Noruega confirma a declaração do Ministro do Clima e Meio Ambiente, Ola Elvestuen. O governo brasileiro dissolveu o Comitê Orientador do Fundo Amazônia (COFA) e o Comitê Técnico do Fundo Amazônia (CTFA), via decreto, em 28 de junho deste ano. Portanto, dado a conjuntura atual, a Noruega não possui fundamento jurídico e técnico para realizar a contribuição anual do Fundo Amazônia planejada para este ano”, afirmou a Embaixada, em nota.

O Fundo Amazônia foi criado em 2008 e tem a gestão do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDES). Os principais doadores são a Noruega com 93% e a Alemanha, 6%. O valor do aporte financeiro chega a R$ 4,6 bilhões e é aplicado para o monitoramento, gestão e recuperação de florestas públicas e áreas desmatadas. No entanto, para que o Brasil recebe o recurso é preciso que os níveis de desmatamento diminuam, se desmatar menos, recebe mais recursos.

Reações

Ao ser perguntado pelo jornal o Estado de São Paulo sobre a decisão da Noruega, o ministro Ricardo Salles desconversou: “As tratativas sobre o Fundo Amazônia ainda não foram concluídas, portanto é natural que novas contribuições aguardem esse desfecho”, disse.

Já o presidente Jair Bolsonaro, em entrevista coletiva após a cerimônia de entrega da Medalha Mérito Mauá, em Brasília, ironizou: “Noruega? Não é aquela que mata baleia lá em cima, no Polo Norte, não? Que explora petróleo também lá? Não tem nada a oferecer para nós”.

Ainda na coletiva, ao ser questionado sobre a imagem do Brasil no exterior, Bolsonaro dispara: “A imagem péssima que o Brasil tinha era a subserviência a essas potências”. E continua: “Elas [Noruega e Alemanha] não estão de olho na floresta amazônica, querem a sua soberania e a sua riqueza. Isso eu falo na Câmara dos Deputados desde 1991. Nós, na floresta amazônica, temos coisas que o resto do mundo não tem mais. E o pessoal está de olho nisso”, afirmou.

“Não tem prazer maior que você chegar na reunião do G-20, representando o seu país sem dever nada para ninguém. E ali você expor o que você tem de falar, da forma como falei educada com Angela Merkel e Emannuel Macron, dizendo que o Brasil está sob nova direção”, finalizou Bolsonaro. 

Até o fechamento desta matéria, o Ministério do Meio Ambiente não tinha retornado  o nosso contato. 

 

Leia Também

“Pegue essa grana e refloreste a Alemanha, ok?”, diz Bolsonaro sobre Merkel

Maiores doadores, Noruega e Alemanha rejeitam mudanças no Fundo Amazônia

Embaixadores da Noruega e Alemanha não descartam saída do Fundo Amazônia

 

4 comentários em “Noruega suspende R$ 130 milhões para o Fundo Amazônia”

  1. Bom, é fato que a imagem da Noruega sai comprometida ante a divulgação de associação à empresas poluidoras na Amazonia, destaque à matança de baleias e exploração de petróleo para quem faz do ambientalismo uma ferramenta de pressão econômica e politica. Noruega quando recebe a recomendação de ajudar o reflorestamento da Alemanha que é a maior emissora de CO2 da Europa e que juntas já avisaram que não cumprirão as metas para 2030 acabaram com um mico na mão: Dinheiro é bom quando se pode usufruir de seu prestigio, se o Brasil restringe seu efeito, como é que fica? Entende-se o choro coletivo!

  2. Vamos, vamos ofender gratuitamente a Noruega, a Alemanha, a Argentina, a França… vamos imitar o Trump, só que sem ser uma superpotência econômica e militar que todos tem que engolir. Com certeza vai dar certo. Qualquer coisa, temos nosso novo amigo de infância, Israel. Eles comem soja?

  3. Na verdade Noruega está demonstrando uma incompetência diplomática nunca vista. No momento em que se discute a governança dos fundos onde se demonstrou claramente desvios de finalidades, inconformidades administrativas assim como suspeição dos resultados, Noruega prefere fazer um cabo de guerra sem perceber que a posição de força é do governo brasileiro e não da Noruega.
    Quando Bolsonaro fala para gastar os recursos no maior poluidor da Europa e que nos seus primeiros 5 meses de mandado teve até mobilizações de apoio a seu governo, demonstra a inabilidade diplomática da Noruega de evitar crises e literalmente pavimentar sua saída do pais e da pior maniera possivel, ppmente quando se expõe que a Noruega é a principal acionista da mineradora Hydro, alvo de denúncias do MPF do Pará e de quase 2 mil processos judiciais por contaminação de rios e comunidades de Barcarena (PA), município localizado em uma das regiões mais poluídas da floresta amazônica. Provavelmente estão mesmo é no desespero…

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.