Download PDF
Pica-pau-de-cabeça-amarela (Celeus flavescens). Foto: Luciano Lima.

Pica-pau-de-cabeça-amarela (Celeus flavescens). Foto: Luciano Lima.

Um rico patrimônio cultural, histórico e arquitetônico. Uma belíssima costa com ilhas, montanhas, cachoeiras. Um famoso festival literário internacional. Um território coberto por Mata Atlântica, 80% protegido por Unidades de Conservação, onde vivem mais da metade de todas as espécies de aves registradas para esse domínio natural. Todas estas características fazem de Paraty (RJ) um lugar perfeito para a observação de aves e saber mais sobre elas é o objetivo do livro As Aves de Paraty, obra que desvenda o encanto desses animais por meio de belas imagens e revela dados científicos de forma leve e didática.

De acordo com Luciano Lima, ornitólogo e autor dos textos da obra, um dos propósitos do livro é “despertar a consciência para o fato de que mais da metade das aves da Mata Atlântica ocorrem em Paraty”. Para o autor, “apresentar essas aves ‘caiçaras’ e permitir que as pessoas se encantem por elas são os primeiros passos para garantir sua conservação”.

Ao longo dos capítulos ricamente ilustrados com registros da avifauna local, vai-se desvendando de forma clara a relação de dependência entre as espécies e seus respectivos habitats, desde as montanhas até o mar. O exemplo mais marcante é o do formigueiro-de-cabeça-negra (Formicivora erythronotos), a espécie mais emblemática dentre as aves de Paraty. Raro e exclusivo, habita somente áreas de florestas planas e densas ao longo de rios entre a Serra da Bocaina e o mar nas regiões de Paraty e Angra dos Reis. A especificidade de habitat e restrição geográfica, aliadas à destruição de florestas pela expansão imobiliária ilegal, levaram a espécie a ser considerada criticamente ameaçada de extinção.

Ilustração do livro.

Ilustração do livro.

Mas a maior atração do livro são mesmo as belas imagens das aves. De acordo com Guto Carvalho, organizador da obra, “toda a concepção do livro teve em mente o leitor, com um projeto inovador que valorizasse a leitura e o prazer de contemplar as imagens”.

Registros de espécies que podem facilmente ser observadas por turistas ou moradores locais, como as migratórias batuíras e maçaricos, as marinhas fragatas, pinguins e atobás, os colhereiros e garças nos rios, ou os pica-paus, sabiás e tico-tico que habitam as praças da cidade. Também há imagens raras daquelas aves que poucos têm o privilégio de encontrar, como os elusivos macucos e inhambuguaçus que habitam o chão da mata e o raríssimo socó-jararaca, que vive nas partes mais pedrogosas dos rios preservados que descem a serra. Há também, belos e coloridos tangarás, saíras e surucuás que habitam o sub-bosque e dossel da floresta atlântica, além dos majestosos gaviões e outras aves de rapina que habitam as alturas.

O livro foi lançado em setembro e é voltado não somente para ornitólogos, mas principalmente para quem quer iniciar na prática da observação de aves e também para as pessoas que se interessem por natureza.  O texto é bilíngue, português e inglês e suas 172 páginas reúnem mais de 300 fotos de aves da região de Paraty, além de infográficos que auxiliam na compreensão da distribuição espacial das espécies e capítulos temáticos que destacam o modo de vida e os ambientes em que as aves podem ser avistadas. Os registros foram feitos pelos fotógrafos Luciano Lima, Bruno Rennó, Rafael Bessa, Wagner Nogueira e outros convidados.

A obra é uma realização do Observatório de Aves da Fazenda Bananal, que monitora as aves da área da fazenda, onde já foram identificadas 263 espécies e constatou que não houve extinções locais nos últimos 76 anos. A Fazenda Bananal está situada na base da Serra da Bocaina e é um modelo de conservação ambiental para o litoral Sul Fluminense, que possui nítida vocação para práticas sustentáveis, e não por acaso é conhecido como “Costa Verde”.

Saíra-sete-cores (Tangara seledon). Foto: Luciano Lima.

Saíra-sete-cores (Tangara seledon). Foto: Luciano Lima.

Ilustração do livro.

Ilustração do livro.

 

SERVIÇO

As aves de Paraty: das montanhas ao mar

The birds of Paraty: from the mountains to the sea

Fotografia Bruno Rennó, Luciano Lima , Rafael Bessa,  Wagner Nogueira

Texto: Luciano Lima

Arte: Ciro Girard

Organização  Guto Carvalho - TIJD Edições 2017

 

O livro encontra-se a venda na Livraria das Marés

Endereço: R. Ten. Francisco Antonio, 52

Centro Histórico, Paraty - RJ, 23970-000

Telefone: (24) 3371-2296

 

Leia Também 

Observadores de aves contam quais espécies renderam encontros inesquecíveis

Guia: as aves da Mata Atlântica

APA Cairuçu, quando a proteção gera atentados à bomba