Salada Verde

Suspensão de portaria sobre defeso passa a ser pauta urgente

Decreto legislativo que anula norma que libera pesca em época de reprodução dos peixes vai tramitar em regime de urgência.

Daniele Bragança ·
29 de outubro de 2015 · 6 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
Proposta de decreto legislativo vai tramitar em regime de urgência. Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados.
Proposta de decreto legislativo vai tramitar em regime de urgência. Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados.

O projeto de decreto legislativo apresentado pelo deputado Sarney Filho (PB-MA) para derrubar a portaria que libera a pesca em época de reprodução dos peixes vai tramitar em regime de urgência. O plenário da Câmara dos Deputados aprovou o requerimento que adiantava a apreciação do projeto na noite desta quarta-feira (28).

Assim, a proposta não precisa passar pelas comissões permanentes, como de Meio Ambiente, Agricultura e Constituição e Justiça. Será escolhido um relator de plenário para dar parecer à proposta.

Defeso suspenso

O Executivo suspendeu o período de defeso alegando que fará o recadastramento dos pescadores artesanais no período. A portaria suspende por 120 dias o período de defeso, justamente o período em que é proibido pescar, já que é a pausa que garante a recomposição das espécies pescadas.

Sarney Filho explicou que não há como protelar a aprovação da proposta. “Hoje estamos vivendo uma crise hídrica no país. Rios, como o São Francisco, estão secando e os estoques de peixe estão cada vez mais ameaçados. Com a suspensão, a piracema, por exemplo, não será respeitada e isso prejudicará diretamente o sustento da população ribeirinha”, ressaltou Sarney Filho.

O decreto legislativo é um instrumento em que o Congresso regula matérias de sua competência exclusiva, tais como: ratificar atos internacionais, sustar atos normativos do Presidente da República, autorizar o Presidente da República e o Vice-Presidente a se ausentarem do país por mais de 15 dias. Um projeto de decreto legislativo sempre vai a plenário, necessita de maioria absoluta pra ser aprovado — ou seja, o voto de pelo menos 257 deputados ou 41 senadores –, e é sancionado pelo presidente do Congresso. Não existe possibilidade do Poder Executivo vetar um decreto legislativo.

 

 

Leia Também
Parlamentares querem derrubar portaria que suspende defeso
Governo libera pesca em época de reprodução dos peixes
Ministério da (Sobre)Pesca e do Sumiço das Estatísticas
Monica Brick Peres: “A portaria 445 não é o problema”

 

 

 

  • Daniele Bragança

    É repórter especializada na cobertura de legislação e política ambiental. Formada em jornalismo pela Universidade do Estado d...

Leia também

Reportagens
2 de julho de 2015

Monica Brick Peres: “A portaria 445 não é o problema”

Diretora da ONG OCEANA afirma que o setor pesqueiro não se beneficiará se derrubar a nova medida que protege espécies de peixe ameaçadas.

Colunas
31 de março de 2015

Ministério da (Sobre)Pesca e do Sumiço das Estatísticas

Cartório de interesses que dominam a pesca industrial no Brasil, ministério comeu os números que mostram o massacre dos peixes.

Salada Verde
12 de outubro de 2015

Governo libera pesca em época de reprodução dos peixes

Objetivo é coibir fraude no seguro-defeso. Medida durará 4 meses, mas pode ser prorrogada. Peixes podem ser extintos no meio do caminho.

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 1

  1. Total desrespeito à biodiversidade. Mostra claramente a prática de apagar incêndios dos políticos alinhados com soluções imediatistas, sem qualquer planejamento mais sério. Isso é crime ambiental! O Princípio da PREVENÇÃO – e não da PRECAUÇÃO – deve ser aplicado. porque já sabemos das consequências deletérias da permissão. Ou será que a legislação não está mais valendo para nada?