Salada Verde

Produtores rurais de Curitiba receberão apoio financeiro para preservar

Edital compensará proprietários que preservarem áreas naturais próximas do Reservatório Piraquara 1. Objetivo é garantir a qualidade da água

Sabrina Rodrigues ·
25 de abril de 2019 · 2 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
Reservatório Piraquara 1 fica localizado na Região Metropolitana de Curitiba. Créditos: Prefeitura de Piraquara / Bruno Oliveira

Propriedades rurais que preservarem áreas naturais localizadas na região do Reservatório Piraquara 1, na região Metropolitana de Curitiba, poderão se inscrever para receber apoio financeiro. A Prefeitura de Piraquara, município da Grande Curitiba (PR), lançou edital para selecionar as propriedades que serão beneficiadas pelo Pagamento por Serviços Ambientais (PSA) Manancial Vivo. Os interessados têm até o dia 6 de junho para se inscrever.

O Projeto Manancial Vivo tem como objetivo geral incentivar a conservação e manutenção de áreas naturais localizadas em áreas particulares, estratégicas para a garantia da quantidade e qualidade hídrica de um dos principais mananciais de abastecimento da Grande Curitiba.

Os proprietários selecionados pelo edital poderão receber de R$ 81,30 a R$ 650,40 por hectare de área natural preservada. Ao todo, R$ 750 mil serão disponibilizados em três anos de projeto.

O Projeto de Pagamento por Serviços Ambientais (PSA) Manancial Vivo nasceu das parcerias entre Prefeitura Municipal de Piraquara, Sociedade de Pesquisa em Vida Selvagem e Educação Ambiental (SPVS) e Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza (FGBPN) em 2014 visando a conservação dos mananciais na Área de Proteção Ambiental (APA) do Piraquara.

Para o coordenador de Soluções baseadas na Natureza da Fundação Grupo Boticário, Renato Atanazio, o pagamento de serviços ambientais é uma forma eficiente de garantir a conservação dos ambientes naturais  que atuam como “esponja”, ou seja, retendo a água na bacia, o que garante o recurso em períodos de estiagem.

“Esses ambientes são também chamados de infraestrutura natural por serem parte indispensável para o funcionamento do sistema de abastecimento público. Como muitas destas áreas estratégicas estão situadas em áreas particulares, exigindo a restrição de uso e adoção de boas práticas, nada mais justo que haver uma retribuição a esses proprietários” afirma Renato Atanazio.

Saiba Mais

Edital seleção para pagamento por serviços ambientais aos proprietários de áreas localizadas na sub-bacia hidrográfica de contribuição do reservatório Piraquara 1

 

Leia Também

Produtores do Rio receberão mais de R$1 milhão por serviços ambientais

Produção de serviços ambientais – ônus ou bônus?

O que são serviços ambientais?

 

 

  • Sabrina Rodrigues

    Repórter especializada na cobertura diária de política ambiental. Escreveu para o site ((o)) eco de 2015 a 2020.

Leia também

Colunas
30 de novembro de 2006

O que são serviços ambientais?

Pagar pelos serviços ambientais talvez nos faça dar mais valor à natureza. Essa é a lógica de mecanismos de compensação que têm surgido, como o mercado de carbono. Definitivamente, a natureza é generosa com todos no planeta! Imaginem se tivéssemos que pagar pelos serviços ambientais que nos proporciona: água, ar, solo e equilíbrio entre os diversos elementos que tornam a vida possível. Talvez déssemos mais valor e passaríamos a tratar tudo com o devido cuidado e respeito. Esse tema tem chamado a atenção de diversos pensadores, pois é uma forma de se apontar para nossa atitude irresponsável no lidar com a vida na Terra. 

Análises
9 de abril de 2014

Produção de serviços ambientais – ônus ou bônus?

Proprietários da região de Curitiba que tem nascentes em seus terrenos costumam se sentir prejudicados. Poderia ser o contrário.

Salada Verde
23 de abril de 2019

Produtores do Rio receberão mais de R$1 milhão por serviços ambientais

São 164 contemplados pelo Conexão Mata Atlântica. Com os recursos do Pagamento por Serviço Ambiental (PSA), os escolhidos poderão ampliar os seus projetos

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta