Salada Verde

Populações de animais em florestas diminuíram em mais da metade, diz estudo

Relatório do WWF aponta que em quatro décadas o mundo perdeu 53% de vertebrados. Desmatamento, caça ilegal, doenças e mudanças climáticas são os principais responsáveis

Sabrina Rodrigues ·
14 de agosto de 2019 · 2 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
Não é porque uma floresta está com árvores que ela está saudável. Foto: Kjell Eson.

As populações de aves, mamíferos, anfíbios e répteis que vivem em florestas no mundo diminuíram em mais da metade em quatro décadas. Esta é a conclusão do relatório Bellow the Canopy – Plotting global trends in forest wildlife populations (Abaixo da Copa das Árvores – Traçando tendências globais para as populações de vida silvestre nas florestas, em tradução livre) divulgado na terça-feira (13) pelo World Wide Fund for Nature (WWF).

O levantamento, de 23 páginas, avalia dados do período de 1970 a 2014. Foram avaliadas 455 populações de 268 espécies de mamíferos, répteis, anfíbios e pássaros que vivem em florestas. Segundo os pesquisadores, houve um declínio de 53% na quantidade de animais vertebrados. Os maiores declínios ocorreram em florestas tropicais, como a Floresta Amazônica, indicando que, como diz o título do estudo, mesmo abaixo das árvores, a sobrevivência das espécies não está garantida.

O estudo aponta que anfíbios e répteis foram as espécies que mais sofreram declínio das suas populações. 

Entre os motivos que levaram a diminuição das espécies estão a perda e degradação de habitat causadas pela atividade humana, como o desmatamento, apontado como a causa de 60% das ameaças a florestas e espécies florestais. Caça, espécies invasoras, a disseminação de doenças e a mudança climática também contribuíram para o declínio das espécies.

“As florestas são sistemas complexos que dependem da vida selvagem que os habita para mantê-los saudáveis, e a rápida diminuição da vida selvagem da floresta nas últimas décadas é um sinal de alerta urgente. As florestas não são apenas um tesouro da vida na Terra, mas também nosso maior aliado natural na luta contra o colapso climático. Nós os perdemos por nossa conta e risco. Precisamos que líderes globais iniciem imediatamente ações para proteger e restaurar a natureza e manter nossas florestas em pé ”, comenta Will Baldwin-Cantello, líder global em florestas no WWF.

Esperanças

Mas não é só de perdas que o relatório fala, o estudo menciona alguns casos de recuperação de algumas espécies como o aumento das populações de gorilas na África Central e Oriental, devido a medidas de proteção de macacos.

O estudo reforça a ideia de que as florestas são vitais para o alcance das metas globais de conservação da biodiversidade e para combater as mudanças climáticas e promover o desenvolvimento sustentável.

Saiba Mais

Bellow the Canopy – Plotting global trends in forest wildlife populations

 

 

Leia Também

Raio X para a preservação das florestas tropicais do planeta

INPE: os olhos da floresta

Vídeo: O que são Florestas Vazias e por que isto é um problema ambiental? por Fernando Fernandez

 

  • Sabrina Rodrigues

    Repórter especializada na cobertura diária de política ambiental. Escreveu para o site ((o)) eco de 2015 a 2020.

Leia também

Vídeos
1 de abril de 2018

Vídeo: O que são Florestas Vazias e por que isto é um problema ambiental? por Fernando Fernandez

O biólogo e professor do Instituto de Biologia da UFRJ, Fernando Fernandez, explica por que a ausência de animais indica que uma floresta está doente

Reportagens
4 de agosto de 2019

INPE: os olhos da floresta

Reconhecido mundialmente por sua qualidade e transparência, o monitoramento da Amazônia por satélite tem sido replicado mundo afora

Reportagens
3 de julho de 2019

Raio X para a preservação das florestas tropicais do planeta

Um novo estudo revela 11% das florestas tropicais úmidas destruídas – uma área equivalente à soma das áreas da Espanha e da Suécia – podem ser restauradas de modo a impulsionar o clima e o meio ambiente

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 1

  1. Graça diz:

    As populações tradicionais estão de parabéns pela contribuição.