Salada Verde

Ibama identifica 1277 animais vendidos pela internet e monta operação

Trabalho com a Polícia Federal resultou no cumprimento de 34 mandados de busca e apreensão, resgate de 134 animais, 12 pessoas detidas e multa de mais de R$ 500 mil

Sabrina Rodrigues ·
6 de junho de 2018 · 3 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
Animais silvestres resgatados durante a Operação Teia. Foto: Ibama.

Uma operação conjunta para combater o comércio ilegal de animais silvestres via redes sociais envolveu o Instituto do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e a Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e polícias estaduais (Civil e Militar Ambiental). A ação ocorreu na terça-feira (05) e resultou no cumprimento de 34 mandados de busca e apreensão, resgate de 137 animais, 12 pessoas detidas e a aplicação de R$ 518,6 mil em multas.

A ação batizada de Operação Teia é consequência de uma investigação iniciada em 2017 e que identificou 1.277 animais expostos à venda na internet. A atividade ocorreu em 15 estados: Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Sergipe e São Paulo.

Durante a Operação Teia, foram apreendidos lagartos, aranhas, cobras, pássaros e jabutis, macacos, iguanas, escorpiões. Os animais serão encaminhados a entidades de proteção. Os animais estavam mantidos em cativeiros ilegais. Os agentes ambientais resgataram também espécies exóticas como píton, pogona, tigre d’água e cobra-do-milho (snake).

Os animais silvestres resgatados serão avaliados em centros de triagem do Ibama para possibilitar o seu retorno à natureza. Os animais exóticos serão destinados a zoológicos.

*Com informações da Assessoria de Comunicação do Ibama.

 

Leia Também

Exploração de animais silvestres pelo turismo é alvo do MPF no Amazonas

Maior traficante de animais silvestres do país é denunciado por lavagem de dinheiro

Tráfico de animais silvestres: Maldade de estimação

 

 

  • Sabrina Rodrigues

    Sabrina Rodrigues

    Repórter especializada na cobertura diária de política ambiental. Escreveu para o site ((o)) eco de 2015 a 2020.

Leia também

Reportagens
12 de maio de 2015

Tráfico de animais silvestres: Maldade de estimação

Transformar um animal silvestre em pet, além de crime, é maldade. Para cada um que ganha um dono, nove morrem na captura ou no transporte.

Notícias
17 de abril de 2018

Maior traficante de animais silvestres do país é denunciado por lavagem de dinheiro

Ministério Público Federal na Paraíba estima que Valdivino Honório de Jesus lavou dinheiro do tráfico por pelo menos cinco vezes e obteve um patrimônio de R$ 1,3 mi

Notícias
5 de junho de 2018

Exploração de animais silvestres pelo turismo é alvo do MPF no Amazonas

Carregar animais no colo, tirar selfies ou tocar botos-cor-de-rosa pode parecer divertido, mas colocam em risco a segurança e saúde dos animais

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 3

  1. AvatarErika diz:

    Vou botar em meu trabalho


  2. AvatarLuiz diz:

    IBAMA avisa: """Os animais exóticos serão destinados a zoológicos"" Péssima frase para terminar o artigo publicado. Com que direito o IBAMA prossegue com a crueldade infame e vai tornar prisioneiros, os animais exóticos? Gente insensível ! Que classe de gente determina esse tipo de "crime" dentro do IBAMA ??? Não apresentam condições de trabalhar em tal Orgão, é o que se evidencia ou o IBAMA é só FACHADA desse maldito governo de quadrilheiros e narcotraficantes.


  3. AvatarPaulo diz:

    Nomes, precisamos de nomes.