Salada Verde

Em apenas um mês, desmatamento na Amazônia aumentou 70%

Com 1.125 km² de floresta desmatada, é a terceira vez consecutiva que a destruição no bioma bate o recorde em uma década, tendo o pior saldo para o mês de maio desde 2010

Bruna Martins ·
17 de junho de 2021
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

Uma área florestal quase do tamanho da cidade do Rio de Janeiro foi desmatada apenas no mês de maio de 2021. O SAD (Sistema de Alerta de Desmatamento) detectou 1.125 km² de desmatamento na Amazônia Legal, que corresponde a um aumento de 70% em relação a maio de 2020, quando bateu 660 km². É o pior excedente histórico para o mês na última década. 

Os dados são preocupantes, segundo o pesquisador do Imazon, Antonio Fonseca, porque “estamos entrando na estação seca, que na maior parte da Amazônia Legal ocorre entre junho e setembro, quando historicamente são registrados os picos de desmatamento do ano”. Esta é a terceira vez consecutiva que a destruição no bioma bate o recorde em uma década: março e abril também registraram os piores índices desde 2012. 

O estado que mais sofreu foi o Pará, com 424 km² de floresta derrubada (37%) seguido pelo Amazonas, com 264 km² (23%) e, em terceiro, Mato Grosso, com 220 km² (20%). A maioria (66%) ocorreu em áreas privadas ou sob diversos estágios de posse. O restante do desmatamento foi registrado em Assentamentos (17%), Unidades de Conservação (15%) e Terras Indígenas (2%). O município de Altamira, localizado no Pará, teve 107 km² do seu território desmatado, possuindo estado crítico.

Saiba mais:

Boletim do Desmatamento de Maio de 2021

  • Bruna Martins

    Jornalista em formação pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM).

Leia também

Notícias
18 de maio de 2021

Desmatamento atinge 778 km² na Amazônia Legal em abril, revela Imazon

Dados colhidos pelo Sistema de Alerta do Desmatamento (SAD) registram valor histórico para o mês nos últimos 10 anos

Notícias
15 de abril de 2020

Desmatamento na Amazônia cresceu 279% em março, indica Imazon

Dados foram colhidos pelo Sistema de Alerta de Desmatamento (SAD) que monitora a Amazônia e registrou 254km² de florestas derrubadas apenas em março de 2020

Salada Verde
16 de fevereiro de 2020

Desmatamento na Amazônia sobe em janeiro, diz Imazon

Corte raso aumentou 74% em relação a janeiro de 2019. Sistema de alerta de desmate aponta que as motosserras continuam cantando na Amazônia

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 2

  1. Paulo diz:

    A p.t.r.a permanece dos malandros/omissos dos governos estaduais e do FEDERAL.


  2. Soares diz:

    Falar que o licenciamento com a nova lei seria exceção é no mínimo exagerar. Mas se for pra falar no termo do momento, é fake news. Mas é uma fake news do bem, já que jornalista do meio ambiente tem salvo conduto, tá do lado certo da luta e da história.