Festa ambiental

Tamara Ramos
sexta-feira, 1 outubro 2004 17:08

Em 1991, a prefeitura de Vitória criou a Feira do Verde. O objetivo era implantar um projeto de paisagismo na capital capixaba, que havia se tornado um ambiente árido e pouco arborizado. Este ano o evento chega à sua 15ª edição numa cidade transformada. Vitória tem 15 parques municipais e a maior área verde por habitante do país.

A Feira do Verde aconteceu entre os dias 21 e 26 de setembro, com o tema “Meio ambiente, responsabilidade de todos”. O visitante que passeia pelos 5.200 m2 do Parque Pedra da Cebola não imagina que no início do projeto havia apenas 8 prateleiras expostas em um ambiente de 200 m2.

“A Feira do Verde, antes, era procurada principalmente pelas donas de casa que buscavam dicas de jardinagem e cuidados com as plantas em geral. Não havia a preocupação com as questões ambientais e era difícil conseguir patrocínio para apoiar o evento. As grandes empresas não queriam participar da Feira por não valorizarem as questões ambientais e as ONGs não tinham recursos suficientes”, conta a coordenadora da Feira e diretora de Educação Ambiental da Prefeitura de Vitória, Maria Aparecida Chiesa.

Com a crescente importância das temáticas ambientais na última década, a Feira do Verde acabou virando uma vitrine para as principais empresas do Espírito Santo divulgarem suas ações na área, lado a lado com importantes projetos da sociedade civil. Disputaram as atenções na Feira de 2004 a Petrobrás, a Companhia Vale do Rio Doce, a Aracruz Celulose, a Companhia Siderúrgica de Tubarão, a Samarco e o Projeto Tamar, entre outros.

A Petrobrás, por exemplo, montou uma reprodução dos recifes de corais que se formam embaixo das plataformas de petróleo e projeta vídeos educativos para as crianças. O Programa de Auxílio Mútuo dos Terminais Marítimos do Espírito Santos (Proammar-ES) está expondo diversos equipamentos de combate à poluição marinha causada por derrame de óleo.

Em um auditório, aconteceu a “Programação Técnica” do evento, com oficinas e seminários sobre meio ambiente envolvendo comunidades, projetos sociais e representantes dos Ministérios do Meio Ambiente e do Turismo, além dos governos estadual e municipais. Foram debatidos temas como “Turismo Sustentável e Políticas Públicas” e “Expectativas da sociedade capixaba sobre a gestão de recursos hídricos”, e lançados livros e cartilhas. As propostas resultantes dos debates serão levadas ao Fórum Nacional do Meio Ambiente, que ocorre no mês de novembro em Goiânia.

Paralelas à conversa dos adultos, foram promovidas atividades variadas em estandes ricos e coloridos, especialmente voltados para o público infantil. As escolas encheram o Parque de crianças, seja apenas visitando seja apresentando seus trabalhos de Educação Ambiental. Somente numa manhã, passaram pela Feira do Verde quase 4 mil crianças.

A programação diária só é encerrada à noite, e em clima festivo: atrações musicais tornaram o Parque um ponto de encontro da juventude.

Sem contar os shows noturnos, estima-se que o público total da Feira do Verde em 2004 tenha ultrapassado 90 mil pessoas. Se a conscientização ambiental é capaz de transformar a realidade, é de se esperar que Vitória continue mudando para melhor.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.