Vídeo: É possível fazer pecuária sustentável na Amazônia? Por Laurent Micol

Sabrina Rodrigues (Texto) e Marcio Isensee e Sá (Vídeo e Edição)
domingo, 2 setembro 2018 19:24
Foto: ICV Instituto Centro de Vida/Flickr.

Considerado o vilão do meio ambiente, vetor do desmatamento, o poluidor das águas e quem mais emite gás de efeito estufa e degrada os solos, a pecuária na Amazônia concentra 40% do rebanho bovino brasileiro, com 85 milhões de cabeças de gado, o que corresponde a mais de três vezes a população humana da região, de 25 milhões de habitantes.

O boi se tornou o maior problema ambiental da região e encontrar formas para desenvolver uma pecuária menos prejudicial ao meio ambiente é um desafio. Mas para Laurent Micol, diretor do grupo  Investimentos e Governança PECSA (Pecuária Sustentável da Amazônia), empresa de gestão e parceria agropecuária, a combinação de tecnologias, investimentos e capacidade de gestão são capazes de gerar uma pecuária sustentável na Amazônia.

Laurent Micol explica em poucas palavras qual a missão da PECSA e como é possível fazer uma pecuária diferente da que está por aí.

 

Assista:

 

Leia Também

O drible do gado: a parte invisível da cadeia da pecuária

“Sob a Pata do Boi” ganha prêmio no Festival Fredd, em Toulouse

Intensificação da pecuária no Mato Grosso pode liberar 16 milhões de hectares

 

 

 

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.