Representantes no Conama assinam manifesto contra Ricardo Salles

Sabrina Rodrigues
terça-feira, 26 março 2019 19:09
Treze instituições, representantes no Conama, assinaram o manifesto de repúdio contra o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. Foto: Pixabay.

Os representantes no Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama) divulgaram uma moção de repúdio contra o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. O manifesto é uma resposta ao que aconteceu durante a 59ª Reunião Plenária Extraordinária da entidade, ocorrida na quarta-feira (20). Segundo relato de alguns conselheiros, o encontro foi marcado por polêmicas, constrangimentos e até agressão.

“Ressalte-se ainda o policiamento ostensivo e a agressão cometida por seguranças armados contra o representante suplente da Associação Nacional de Municípios (ANAMA), retirado à força do recinto da plenária. Dispositivos do Regimento Interno do Conama determinam que as reuniões são públicas e que os membros titulares e suplentes têm direito à voz”, declaram os signatários no texto.  

A 59ª Reunião tinha como pauta principal a revisão do regimento interno, o que gerou reclamações sobre o curto prazo para os conselheiros apresentarem as contribuições, motivo pelo qual o ministro resolveu adiar as modificações. Mas além da agressão descrita, outro fator que causou a indignação dos presentes foi a separação de conselheiros titulares e suplentes em salas diferentes, fato que contraria o regimento interno do Conama.

“Como se não bastasse o autoritarismo e a falta de correção, o Sr. Ricardo Salles determinou por ordem alfabética os assentos dos conselheiros titulares, o que culminou por segregar também, entre si, as representações dos diversos segmentos de governos e da sociedade civil representados no Conama”, afirma o documento.  

O colegiado tem cerca de cem membros de órgãos federais, estaduais e municipais, além de representantes do empresariado e da sociedade civil e é presidida pelo ministro Ricardo Salles.

A moção é assinada por 13 instituições, entre elas, o Conselho Nacional dos Seringueiros e Fundação Brasileira de Conservação da Natureza, “que representam no Conama as regiões geográficas brasileiras e veem na atitude do ministro do Meio Ambiente um alto risco ao caráter democrático e de debates do órgão, essencial na elaboração de políticas de preservação do meio ambiente”, descreve o manifesto.

“É inaceitável o que assistimos na reunião. Suplentes barrados, lugares marcados e descumprimento do regimento interno, além de agressões”, afirma Carlos Bocuhy, presidente do Instituto Brasileiro de Proteção Ambiental (Proam) e conselheiro titular no Conama, presente na reunião.

Saiba Mais

Moção de Repúdio ao Ministro de Meio Ambiente Ricardo Salles, em defesa da democracia, da gestão participativa e da integridade do Conselho Nacional do Meio Ambiente  

 

Leia Também

Reunião do Conama decide adiar mudanças

Governo ameaça desmontar Conama, alertam ambientalistas

O que é o CONAMA

 

5 comentários em “Representantes no Conama assinam manifesto contra Ricardo Salles”

  1. É, vai ser uma longa batalha e evidencia como a representatividade popular está comprometida pelo aparelhamento ostensivo do Conselho. Para membros que se propõe Resistência, o resultado não podia ser outro… Enquanto isso, a herança maldita da era PT continua com defesores inflamados…

    Responder
  2. Sugiro a construção de um amplo "abaixo-assinado" para solicitar do Governo Bolsonaro a destituição deste Ministro do Meio Ambiente atual. Meio Ambiente, Educação, Relações Exteriores e Direitos Humanos estão atrapalhando mais do que fortalecendo o país.

    Responder
  3. O mais surreal é uma moção contra o absurdo que foi feito, contrariando o regimento interno, ser assinada só por meia dúzia de gatos pingados!
    Os outros conselheiros concordam com o que foi feito ou são covardes mesmo?
    Se não concordam especificamente com este texto, proponham outro!!!!

    Responder
  4. Engraçado, quando o PT nomeou uma série de despreparados (as) e cupinchas mal intencionados para a área ambiental e inventou o amoral CHIBIO pra acochambrar maridos e amigos ninguém deu um pio. Basileu, Izabella, Marina e outros iluminados vieram de onde e fizera o quê de bom?. Afinal são Ets?

    Sobre o imoral despreparo técnico dos 'membros' do ongeiro , também silêncio geral. Pobre Prof. Dr. Paulo Nogueira Neto, anos tendo que conviver com aquela malta… .

    Agora querem a queda do MInistro pois Ele não é "amitchola" e derrubou a panela?.

    Bem feito.

    Responder

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.