Candidato à superintendência do Ibama no Pará promete não prejudicar produtores

Daniele Bragança
sexta-feira, 4 janeiro 2019 23:37
Gado na Floresta Nacional do Jamanxim, no Pará, em agosto de 2017. Foto: Bernardo Camara.

O delegado da Polícia Federal, Everaldo Eguchi, está sendo cotado para assumir a superintendência do Ibama no Pará e já começou sua campanha prometendo aos produtores rurais amansar os ímpetos fiscalizatórios do órgão ambiental. Em áudio enviado para um grupo de produtores de soja, o ex-candidato a deputado federal pelo PSL, que não conseguiu se eleger, afirma que implementará um novo tipo de gestão no órgão, onde o meio ambiente e o agronegócio “andem de mãos dadas”.

As indicações para as superintendências do Ibama nos estados costumam ser feitas pelas bancadas governistas estaduais. O caso de Eguchi não é exceção.

O áudio circulou pelos grupos de WhatsApp dos produtores e não demorou muito para se espalhar pelos grupos ambientalistas. Só a redação de ((o))eco recebeu três vezes o áudio de fontes diferentes. Duas fora do Pará.

O delegado afirma, em tom de campanha, que o Ibama não será empecilho para os produtores rurais.

“O Ibama hoje está aparelhado para ser uma pedra no sapato de todos os produtores e é essa pedra que nós queremos deixar de ser. Ou seja, o Ibama deixará de prejudicar os produtores. Ele vai agir de acordo com a lei, mas a lei pode ser interpretada para prejudicar ou para não prejudicar o produtor. E nós vamos utilizar a lei para ser usada de forma que não prejudique a produção, e o Pará vai se transformar no maior produtor de agropecuário do Brasil. Se Deus quiser”, promete Eguchi.

Ouça o áudio

 

Leia Também 

Desmatamento na Amazônia dispara em novembro

Nomeação de superintendente do Ibama do Pará provoca protestos de servidores

Ibama multa o próprio superintendente por obstruir fiscalização

 

3 comentários em “Candidato à superintendência do Ibama no Pará promete não prejudicar produtores”

  1. Que boas falas! Oxalá as superintendências dos Ibamas fossem todas assim.

    Temos mesmo que acabar com o "nós contra eles" que se instaurou no país pelo aparelhamento da esquerda com desígnios inconfessáveis.

    Ganha muito o meio ambiente se andar de mãos dadas, lado a lado com os produtores rurais e agro-empreendedores.

    Responder

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.