Notícias

Homem armado ameaça guarda-parques do INEA, em Cabo Frio

Agentes faziam operação de combate a estacionamento irregular sobre vegetação de restinga dentro do Parque Estadual da Costa do Sol.

Daniele Bragança ·
13 de janeiro de 2014 · 8 anos atrás
Carros invadem área protegida. Foto: Marcelo Vanlente/Blog Repórter Renata Critiane
Carros invadem área protegida. Foto: Marcelo Vanlente/Blog Repórter Renata Critiane

Guardas parques do INEA (Instituto Estadual do Ambiente) foram ameaçados no sábado (11) por um banhista armado. O homem apontou o revólver para os guardas apos eles pedirem para o banhista não estacionar o veículo sobre a vegetação de restinga na Ilha do Japonês, em Cabo Frio, região litorânea do Rio de Janeiro. A ilha faz parte do Parque Estadual da Costa do Sol, criado em 2011.

Embora os guardas-parques tenham acionado o 25ª Batalhão de Polícia Militar (BPM), os policiais não autuaram o sujeito. Além da Ilha do Japonês, a Praia das Conchas e Brava, ambas de Cabo Frio, também sofrem com degradação provocada por carros estacionados na vegetação. Flanelinhas tomam conta dos carros enquanto milhares de banhistas se divertem nas águas, alheios aos impactos provocados por eles mesmos.

Em entrevista ao jornal O Globo, os guardas parques admitiram que não há estrutura para coibir, sozinhos, a ação de milhares de banhistas. Sem poder de polícia e sem o apoio da PM, ficam sujeitos a esse tipo de agressão.

André Ilha, diretor de Biodiversidade e Áreas Protegidas do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), afirmou que os guardas parques continuarão com o trabalho nos fins de semana e durante o carnaval.

Parque Estadual da Costa do Sol

Criado em 2011 para preservar os remanescentes de Mata Atlântica e espécies ameaçadas que ali vivem, como o ameaçado formigueiro-do-litoral (Formicivora littoralis), o Parque Estadual da Costa do Sol tem 9.840,90 hectares que abrangem terras dos municípios de Araruama, Armação de Búzios, Arraial do Cabo, Cabo Frio, Saquarema e São Pedro da Aldeia.

 

Leia Também
Rio ganha nova área protegida
O parque bronzeado do Rio de janeiro
O terror das formigas

 

 

 

  • Daniele Bragança

    É repórter especializada na cobertura de legislação e política ambiental. Formada em jornalismo pela Universidade do Estado d...

Leia também

Análises
29 de julho de 2021

Os incêndios criminosos na Amazônia devem ser contidos

O fogo passou a ser uma realidade para a Amazônia no Antropoceno e é fundamental rever as estratégias que vêm sendo adotadas para o combate aos incêndios, assim como as suas vinculações ao jogo de interesses predominante

Notícias
29 de julho de 2021

Leite repete Salles e desinforma sobre combate ao desmatamento

Em documento, novo ministro culpa Covid por cancelamento de quase metade das operações do Ibama, comemora ações que não saíram do papel e tenta desqualificar INPE

Notícias
29 de julho de 2021

Treze peixes-bois resgatados e reabilitados são devolvidos aos rios da Amazônia

Programada para ocorrer em 2020, a soltura teve atraso por causa da pandemia da Covid-19. É o maior número de devolvidos na natureza feito pelo Projeto Mamíferos Aquáticos da Amazônia

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta