Notícias

O mercado das mudanças do clima

Novo relatório da série "Preocupando-se com o Clima" afirma que empresas podem lucrar com investimentos em adaptação às mudanças climáticas nos países em desenvolvimento.

Flávia Moraes ·
22 de junho de 2011 · 10 anos atrás

Estudo lançado este mês pelas Nações Unidas, a Oxfam e o World Resources Institute aborda as mudanças climáticas de uma forma diferente: com viés empresarial e mercantil. Intitulado “Adaptação para uma economia verde: empresas, comunidades e mudanças do clima”, o texto tem como objetivo principal servir de fonte para as empresas com mercados nacionais, regionais e globais que tenham interesse em aumentar seu foco estratégico em matéria de adaptação nos países em desenvolvimento – onde possuem operações, empregados, clientes atuais e potenciais.

A maioria das companhias entrevistadas para o relatório percebem as mudanças do clima como um mercado: 86% dizem que responder aos riscos climáticos ou investir em adaptação é uma oportunidade de negócio para a sua empresa. Fonte: Relatório Adaptação para uma economia verde: empresas, comunidades e mudanças do clima

No documento fica clara a orientação às companhias para que dediquem parte de seus negócios à questão do clima, para que garantam um mercado futuro. Num trecho do resumo executivo, afirma-se que os desafios que as comunidades dos países em desenvolvimento enfrentam com alterações cimáticas são também desafios para as empresas, já que estas últimas dependem das comunidades como fornecedores, clientes e funcionários.

Quando o estudo aborda o caminho para se chegar a uma economia verde, segue uma visão empresarial, na qual aparece a sugestão de uma parceria entre público-privado a fim de facilitar e orientar os negócios das companhias nesse novo nicho de mercado. Os resultados seriam a redução dos gases estufa e a prevenção da perda da biodiversidade e do ecossistema (vistos como “benefícios da natureza para as pessoas”).

Sua abordagem é, assim, bastante diferente de outros estudos, que sempre trazem o problema humano como central. Neste caso, é o problema econômico que está em jogo, da possível perda de mercados, clientes, fornecedores de matérias-primas e mão-de-obra que as grandes empresas podem sofrer se não investirem para o aumento do potencial de adaptação às alterações climáticas nos países menos desenvolvidos.

Saiba mais
“Adaptação para uma economia verde: empresas, comunidades e mudanças do clima” (relatório completo em inglês)

Leia também
Cidades e Mudanças do Clima: a corrida da adaptação começou
Metrópoles trocam receitas para diminuir suas emissões

A difícil tarefa de um novo acordo sobre o clima

Leia também

Salada Verde
26 de julho de 2021

“A odisséia do budião”: filme destaca a relevância da preservação da espécie para o equilíbrio ecológico dos mares

Mais conhecido como ‘peixe-papagaio’, o budião fornece um importante serviço para o controle dos recifes, mas está em risco de extinção desde 2014

Reportagens
26 de julho de 2021

Listo, logo existo: CBRO divulga nova Lista de Espécies de Aves do Brasil

País possui 1.971 espécies de aves registradas, sendo 293 espécies endêmicas, o que coloca o Brasil em terceiro colocado entre os países com maior taxa de endemismo de aves no mundo

Análises
26 de julho de 2021

Escoteiros e Rede Brasileira de Trilhas se unem em parceria pela conservação natureza

A Região Escoteira do Rio de Janeiro mobilizará seus escoteiros em prol das trilhas no estado, com ações de manejo, sinalização, replantio e educação ambiental

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta