Qual é, senhor ministro?
Maria Tereza Jorge Pádua
Engenheira agrônoma, membro do Conselho da Associação O Eco, membro do Conselho da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza e da comissão mundial de Parques Nacionais da UICN.

Qual é, senhor ministro?

Maria Tereza Jorge Pádua
quarta-feira, 13 fevereiro 2019 13:18
Ricardo Salles, um ministro que nem deveria estar ali. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil.

Quero falar sobre o que está se passando com o nosso ministro de meio ambiente e sua infeliz verborragia. Como pode um ministro de meio ambiente do Brasil declarar, sem pudor, ante o mundo que não sabe quem foi Chico Mendes e, ainda pior, que não conhece a Amazônia? É isso sequer possível?

No caso do Chico Mendes até pode se discutir a sua qualidade de defensor da natureza, mas, nem cabe por em duvida a sua reconhecida importância nacional e mundial. Já é suspeito um brasileiro rico não ter ido a Manaus nem para fazer compras na zona franca. Mas é intolerável um ministro do Meio Ambiente ventilar publicamente e sem vergonha que não conhece o maior rio do mundo e nem ter visitado instituições de pesquisa científica tão famosas como o INPA ou o Museu Goeldi. A ignorância é mesmo atrevida no caso deste senhor. Que dizer de conhecer Tucuruí e outras barragens? Ou saber que existem grandes parques nacionais na Amazônia, como o Pico da Neblina, a Montanhas do Tumucumaque ou Pacaás Novos?  E ao mesmo tempo ele mesmo anunciar enormes infraestruturas para “desenvolver” a Amazônia? Isso é demais!

Um ministro do Meio Ambiente como esse, que confessa a sua total ignorância do que é o meio ambiente e até da geografia do seu país e que, ademais, defende a agricultura e a mineração, assusta. Ele não precisa defender a agricultura ou pecuária ou a mineração com tanta ênfase, pois existem outros ministros e autoridades nomeadas para fazê-lo. Ele precisa defender o meio ambiente. Para isso foi nomeado! Mas como, se ele é um neófito e ignorante na área, como faz questão de deixar claro?

“O fato é que teria sido melhor não ter ministério do Meio Ambiente a ter um ministério com um ministro como ele.”

Por que ele aceitou o cargo, se despreza ambientalistas históricos, cientistas, e desconhece o nosso maior bioma que abriga uma biodiversidade impar e muito rica? Além do mais, não obstante o que ocorreu em Brumadinho, o ministro quer facilitar a obtenção de licenciamentos ambientais, justamente na contramão da história. O fato é que teria sido melhor não ter ministério do Meio Ambiente a ter um ministério com um ministro como ele. Se deixarem ele vai fazer um grande mal para nosso país. Será que na equipe dele tem profissionais da área ambiental ou só têm de agricultura e mineração, estradas e hidroelétricas?

Um ministro como esse não tão só faz e fará muito mal ao ambiente nacional, mas é uma fonte de vergonha internacional para o Brasil que, justamente, lutou por décadas para ser reconhecido como um país sério na defensa do seu patrimônio natural. Ele já erodiu muito a nossa justa fama. Ele não ajudará tampouco ao setor agropecuário, cujos mercados muito dependem dessa boa fama ambiental.

Aos meus colegas que estão trabalhando profissionalmente na área há mais de cinquenta anos como eu, aos militantes, aos cientistas, aos líderes, aos guardas-parques, aos que quiserem e puderem, vamos lutar contra estes absurdos ditos por quem tem agora a batuta ambiental.

Sugiro fortemente que o governo atual, que se diz profundamente nacionalista, retifique seu erro e destitua este senhor antes que faça ainda mais dano ao nosso país.

Não vejo possibilidade alguma do senhor ir bem à pasta que aceitou. É muito melhor que pegue o seu boné, ou o chapéu de feltro italiano, e saia do palco onde tem sido um péssimo ator.

 

Leia Também 

Parlamentares que votaram pela redução de parques atentam contra o Brasil

A natureza vale mais que um mandato

É necessário um ministério do Meio Ambiente?

 

30 comentários em “Qual é, senhor ministro?”

    • Não adianta discutir com bolsonarista, eles sempre vão fazer piruetas argumentativas pra inverter a situação e tentar explicar o inexplicável. O cara é ministro do meio ambiente e não sabe quem foi Chico Mendes, um dos maiores ambientalistas do Brasil. Mas não, imparcial é quem critica o ministro. Só no mundo de fantasia dos bolsonaristas pra isso fazer sentido. Nesse mundo paranóico, quem fala mal do governo "é socialista", "está com dor de cotovelo", "quer o mal do Brasil"…

  1. LEI Nº 10.952, DE 22 DE SETEMBRO DE 2004.
    Inscreve o nome de Chico Mendes no "Livro dos Heróis da Pátria".
    O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:
    Art. 1º Será inscrito no "Livro dos Heróis da Pátria", que se encontra no Panteão da Liberdade e da Democracia, o nome de Francisco Alves Mendes Filho, o Chico Mendes, líder seringueiro.
    Art. 2º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.
    Brasília, 22 de setembro de 2004; 183º da Independência e 116º da República.
    LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA
    Márcio Thomaz Bastos

  2. Maria Tereza: obrigado pela conteúdo de sua coluna, assertiva e indo ao ponto central da questão: a ignorância atrevida é muito mais perigosa do que imaginávamos, um réu delinquente e arrogante.

  3. Tudo verdade, mas acho que quem tem alguma inserção na mídia, tem que fazer esforços para que estes coisas cheguem à mídia internacional. É a única esperança de que algo seja pressionado a mudar, diante da situação atual. Infelizmente a saída é a "queimação de filme" internacional do nosso país.

    • A equipe editorial do O Eco

      Mais uma vez a sigla AAI usada indevidamente aqui. Não há, segundo pesquisa no Google, outra instituição com essa sigla, ou seja, é uma atitude de má fé. Somos da Associação dos Amigos do Itatiaia (AAI) fundada em 1951 e nós não nos manifestamos nesse artigo.

      Atenciosamente,

      Associação dos Amigos do Itatiaia

  4. Eu fico emocionado de ver um exemplo de conservação da natureza, uma mulher que tanto já fez pela proteção da natureza brasileira ainda se colocar na linha de frente contra os retrocessos deste senhor que está brincando de ser ministro. Obrigado Maria Tereza por tamanha lucidez e coerência! Obrigado por ainda ser um exemplo! A senhora nos representa dignamente!

  5. Maria Tereza, fazemos coro com a sua indignação, e desde já faço um alerta para um ponto que é crucial para entendermos o momento atual: o Ricardo Salles não está ministro, e nunca estará, para "defender o meio ambiente". Ele está ali, neste novo MMA retalhado e mais enfraquecido do que nunca (provavelmente o ministério com menos relevância política da Esplanada, hoje) para defender os interesses DO GOVERNO e de sua base aliada, os donos do poder, o "cidadão de bem" brasileiro, os quais conhecemos bens suas práticas e princípios ambientais…
    Não é a toa que, "pra conhecer a Amazônia", o sub-ministro foi – acompanhada da grande ministra do MAPA – visitar uma terra indígena com milhares de hectares embargados por plantação ilegal de soja em área arrendada pros grandes agricultores! O MMA não está ao lado da sociedade brasileira como um todo, ele literalmente, mudou de lado, atenderá do outro lado do balcão, junto com os grandes "empreendedores", em "prol" do "desenvolvimento socioeconômico do Brasil.
    É este o "Brasil de hoje", e dos próximos 4 anos, se não agirmos contundentemente contra "tudo isso que está ai". Precisamos de uma grande articulação, de "grandes a pequenos", dos povos da Amazônia aos "grandes nomes" do ambientalismo do Brasil. Contamos com VOCÊ, Maria Teresa, para além das excelentes palavras deixadas aqui em O Eco…

  6. Bom, os últimos ocupantes do cargo falavam bonito, conheciam tudo, mas deixaram os grileiros e barrageiros comer soltos, Ucs enormes serem desafetadas, e os "ruralistas" picotarem o Código Florestal.

    Como disse o velho no apedrejamento do Monty Python, como poderia ser pior?

  7. Ainda não conheço o trabalho dele. Vou ficar atenta. Mas ADALBERTO no ICMBIO e BIN no IBAMA foram com certeza escolhas perfeitas. Quanto a Chico Mendes… edtou cansada de ícones.

    • Vamos todos ficarmos atentos, Sonia. O Ministro assumiu ha 34 dias, e as viúvas do PT o estão triturando diuturnamente. Vamos deixar ele trabalhar, e mostrar a que veio. Devemos sempre evitar pré-julgamentos e preconceitos tolos.

      Quanto a Chico Mendes, era um seringalista que se tornou posseiro. Passou depois a invadir, com outros, propriedades que ele e os companheiros julgavam improdutivas. Ativista, foi um dos fundadores do PT na região, filiado ao partido até o dia de sua morte. O PT transformou Chico em mártir. Em 2014 a família de Chico Mendes foi condenada por desviar verbas recebidas por ONG's.

      A esquerda furiosa está atacando o Ministro Salles porque ele, perguntado sobre Chico Mendes, respondeu: Que importância tem Chico Mendes no momento?

  8. Velho é vc e seus preconceitos. Não concordo sempre com o q a articulista escreve, mas ela já tem o nome na história do ambientalismo brasileiro. Insignificantes somos nós que vimos aqui discutir as ideias dela. Mais respeito por favor.

  9. Parabéns pelo posicionamento lúcido, necessário e corajoso. Este sinistro consegue ser pior do q tudo q já passou por esse ministério: boquirroto, ignorante, arrogante, desonesto e mentiroso. Precisamos tirar esse fraude de onde está urgentemente sob pena de piorar ainda mais a já catastrófica gestão ambiental do Brasil.

  10. Respondo, colocando um ministro que é abertamente alinhado com a banda podre e criminosa do agro, como os crápulas q assassinaram Chico Mendes e Dorothy Stang. Estamos f***

  11. cOMO PRODUTORA RURAL, DESALOJADA DAS MINHAS TERRAS, ENDOSSO AS PALAVRAS DO MINISTRO, DE QUE O ICMBIO "DÁ CALOTE", NOS PROPRIETÁRIOS RURAIS DE TODO NAIPE. SEI QUE NÃO SOU A ÚNICA NESSA SITUAÇÃO, COLEGAS VIVEM AINDA PIOR, COM FAMÍLIA, E A INDÚSTRIA DA MULTA COME SOLTA na 'RESERVA'. ABANDONADA POR QUEM DEVIA TOMAR CONTA, O ICMBIO, PARTE DA FAZENDA FOI INVADIDA, A RESERVA PERMANENTE DESMATADA E PLANTADA CANA PARA O GADO, TUDO ISSO NUMA MICRO-BACIA HIDRICA.

    DIANTE DA ARGUMENTAÇÃO DA AUDITORIA DO ÓRGÃO CUNHEI A EXPRESSÃO 'ECOLOGIA É COISA DA CLASSE MÉDIA'. DURANTE 10 ANOS, FUI MEMBRO ATIVO NO PARTIDO VERDE DA ALEMANHA, E HOJE DEFENDO MINHA FAZENDA EM MINAS DO VANDALISMO DO ICMBIO. NADA MAIS A DECLARAR.
    DESCULPEIM AS MAIÚSCULAS, NÃO TENHO GRANA PARA UM NOVO TECLADO, E ESSE SÓ ESCREVE ASSIM.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.