Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

Autódromo: consulta para derrubar a Floresta do Camboatá está marcada para o dia 7

Salada Verde
quinta-feira, 30 julho 2020 16:58
Reprodução: Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro.

O governo do Rio oficializou a convocação para a audiência pública virtual que vai decidir o destino da Floresta do Camboatá, em Deodoro, Zona Norte do Rio de Janeiro, terreno onde pretendem construir um autódromo. A cobertura vegetal no lugar é um dos raros redutos de Mata Atlântica em terrenos planos na capital. A audiência virtual ocorrerá no dia 07 de agosto, às 19h, e é uma das etapas obrigatórias para a obtenção da licença prévia.

Quem quiser participar da audiência pública pode se inscrever através deste link.

A audiência estava marcada para março, mas com a pandemia, o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro conseguiu liminar para adiar a audiência. A decisão judicial foi derrubada semana passada pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli. (Daniele Bragança)

 

Leia Também

No meio do caminho de um autódromo, há uma  floresta

24 comentários em “Autódromo: consulta para derrubar a Floresta do Camboatá está marcada para o dia 7”

  1. Pebso ser inconcebível destruir uma dlstruir uma floresta para a construção de um autódromo, num momento que o planeta e os seres que nele habitam necessitam de árvores. Sou contra a derrubada!

    Responder
  2. Que loucura! Muito triste. Será que não percebem que não é necessário fazer isso. Precisamos de árvores, de verde e de educação. Precisamos viver!!

    Responder
  3. Um total absurdo!
    Não ao desmatamento!
    Destruir uma área verde e sua biodiversidade é uma atitude que demonstra como o governo é a própria contramão da história. Lamentável e vergonhoso!

    Responder
  4. Quantos se beneficiarão de um autódromo e quantos se beneficiam de uma floresta?
    É o poder do dinheiro se sobrepondo à saúde e aí bem estar de toda uma população. ABSURDO! Não se pode esperar nada desse presidente q fecha os olhos para a nossa amazônia

    Responder
  5. Absurdo o Rio já tem autódromo o Rio precisa de verde e de segurança pública e estimular a região de campo grande as indústrias e galpões logísticos para o estado prosperar e não a este projeto de autódromo.

    Responder
  6. Senhor Prefeito! Não precisamos de autódromo! Muito menos devastando uma floresta para isso! Precisamos de acesso a condições melhores de saúde, educação e segurança! Preservar a Floresta do Camboatá significa evitar futuras enchentes na área, amenização do clima da região, preservação da biodiversidade, preservar as nascentes locais. Eu votaria para que a área fosse um Parque! Estimular o acesso a pessoas para terem qualidade de vida.

    Responder
  7. Sou totalmente contrário à construção desse autódromo. Se não me falha a memória, as sementes depositadas pelos atletas na abertura da Rio 2016 deveriam ter sido plantadas nessa área. Não vale a pena arriscar tanto dinheiro com a construção de um autódromo, que, além de destruir área verde, vai ser usado num único grande evento o GP Brasil de F!, que nós nem sabemos se fará sucesso no Rio. Que seja mantido em São Paulo, onde já há um autódromo, há mais público, mais riqueza, maior renda per capita. Se SP não quiser mais o GP, que ele vá para outra cidade que já possua autódromo ou que, simplesmente, não haja mais GP Brasil de Fórmula 1. Não temos mais nenhum piloto brasileiro disputando a F1.

    Responder

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.