Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

90% das crianças do mundo estão respirando ar poluído, afirma OMS

Sabrina Rodrigues
segunda-feira, 29 outubro 2018 18:42
As crianças são as mais vulneráveis aos efeitos da exposição aos poluentes atmosféricos porque os seus pulmões, órgãos e cérebros estão ainda em desenvolvimento. Foto: Aulia Erlangga/Center for International Forestry Research (CIFOR).

Noventa por cento das crianças estão expostas à poluição atmosférica. É o que mostra o relatório Poluição Atmosférica e Saúde Infantil divulgado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), nesta segunda-feira (29). Disponibilizado em três idiomas, o documento adverte para as consequências irreversíveis da impureza do ar em crianças.

“A poluição do ar está prejudicando o desenvolvimento dos cérebros de nossas crianças, afetando sua saúde de mais maneiras do que suspeitávamos”, disse Maria Neira, diretora do Departamento de Saúde Pública, Ambiental e Determinantes Sociais de Saúde na OMS.

Lançado às vésperas da primeira Conferência Global sobre Poluição do Ar e Saúde, em Genebra, o relatório informa que em 2016 cerca de 543 mil crianças menores de 5 anos morreram de infecções respiratórias agudas causadas pela poluição do ar. Além disso, a contaminação foi a causa de 4,2 milhões de mortes prematuras no mesmo ano.

Vulnerabilidade infantil à poluição atmosférica

A poluição do ar é um problema global de saúde pública que atinge pessoas de todas as idades, em todas as partes do mundo, tanto em áreas urbanas como nas áreas rurais. Mas as crianças são as mais vulneráveis aos efeitos da exposição aos poluentes atmosféricos porque os seus pulmões, órgãos e cérebros ainda estão em desenvolvimento. Os pequenos respiram mais rápido que os adultos, sugando mais ar e, portanto, mais poluentes. Além disso, as crianças vivem mais perto do solo, onde alguns poluentes atingem concentrações máximas. Elas costumam passar muito tempo longe de casa, jogando e praticando atividade física em ambientes potencialmente contaminados.

Residências que utilizam combustíveis poluentes para cozinhar, aquecer e iluminar põem em risco a vida dos recém-nascidos e lactantes que ficam submetidos à poluição do ar doméstico.

Outro dado do relatório indica que mulheres grávidas têm maior probabilidade de parto prematuro quando expostas ao ar contaminado. Seus bebês tendem a estar abaixo do peso, de acordo com a OMS, que também destaca que a poluição do ar pode provocar asma e câncer infantil, prejudicando também seu desenvolvimento neurológico.

Medidas para reduzir os riscos à saúde

A OMS recomenda medidas para reduzir os riscos à saúde como acelerar a transição para tecnologias mais limpas, incluindo nos meios de transporte, impulsionar residências energeticamente mais eficientes e melhorar o planejamento urbano. Além disso a organização apoia a geração de energia de baixa emissão, tecnologias industriais mais limpas e mais seguras e melhor gerenciamento municipal de lixo para reduzir poluição do ar em comunidades.

 

Saiba Mais

Air Pollution and Child Health-eng

Contaminación Atmosférica Y Salud Infantil-espanhol

Polluition De L’Air Et Santé De L’ Enfant-francês

 

Leia Também

Nove entre dez pessoas no mundo respiram ar poluído, diz OMS

Brasil não cumpre legislação sobre qualidade do ar

Poluição do ar em São Paulo caiu pela metade durante a greve dos caminhoneiros

 

 

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.