Palmilhando
Pelas trilhas do Brasil e do mundo, o blog iniciado por Pedro da Cunha e Menezes começa uma nova fase, focada nos desafios e avanços da Rede Brasileira de Trilhas de Longo Curso e com múltiplos autores

Caminhos do Planalto Central (CPC), o que é?

Jhessica Cardoso*
domingo, 15 novembro 2020 20:36
Foto: João Carlos Machado.

O Caminhos do Planalto Central é um sistema de trilhas com aproximadamente 400 km que corta o DF e compõe a “Rede Brasileira de Trilhas de Longo Curso (Rede Trilhas)”. São percursos para caminhantes, ciclistas, corredores, cavaleiros e qualquer outro interessado em desfrutar de momentos na natureza.

O CPC é  formado por  três arcos que partem de dois pontos de relevante interesse ambiental e histórico: a Floresta Nacional de Brasília e a Pedra Fundamental no Morro do Centenário, e por duas conexões, a Saída Leste da Pedra até a Lagoa Feia em Formosa-GO e a Saída Oeste da Flona até Brazlândia, contornando a Barragem do Descoberto. Em Brazlândia e Formosa o CPC se liga a duas outras trilhas integrantes do Caminhos dos Goyazes, a Rota do Rio Areias e o Caminho dos Veadeiros.

Nos Caminhos do Planalto Central o trilheiro tem a oportunidade de conhecer a diversidade e a riqueza ambiental e cultural do território do DF. Nossas 5 opções de percursos mostram muito sobre nossa bela região.

O que são os três Arcos do CPC?

Entre a Pedra Fundamental e a Flona o trilheiro encontra três opções de trajeto: Arco Brasília, Arco Cafuringa e Trilha União. Conheça um pouco mais:

ARCO BRASÍLIA

É um percurso de 90km, de viés cívico, histórico e cultural na medida em que tem como principal atrativo o Eixo Monumental de Brasília, com todos os seus múltiplos elementos arquitetônicos e paisagístico. Proporciona especialmente o contato com o centro da cidade, seu traçado urbano singular, monumentos, obras de arte, palácios e mirantes de Brasília – Patrimônio Cultural da Humanidade. Além do Lago Paranoá e diversos parques da cidade.

ARCO CAFURINGA

Com seus 150km, este arco se destaca no aspecto ambiental e na cultura rural, religiosa e histórica da ocupação do nosso território. Percorre ampla região com diversos atrativos naturais e os atributos do Cerrado apresentam-se bem preservados. De topografia variada proporciona belas paisagens e da mesma forma, conecta várias Unidades de Conservação.

TRILHA UNIÃO

Este percurso de 90km também apresenta rico valor paisagístico, cultural, místico e gastronômico. É possível encontrar pelos caminhos diversos espaços para vivência espiritual, boa alimentação e contatos com manifestações culturais. Aqui, o público encontrará a Torre Digital, símbolo dos Caminhos do Planalto Central.

Foto: João Carlos Machado.

Qual a simbologia do CPC?

“Caminhos do Planalto Central” remete à denominação da região indicada a receber a futura capital do país desde o Século XIX e estudada pela Comissão Exploradora do Planalto Central do Brasil, chefiada por Luiz Cruls. O símbolo dos caminhos é a “Torre Digital”, no centro da pegada, que é um dos monumentos de Brasília. A Torre Digital tem o formato estilizado de “Flor do Cerrado” e pode ser avistada de várias posições ao longo dos caminhos, representando, de forma simbólica, referência para orientação no percurso.

Quem participa do CPC?

A construção e sinalização do CPC conta com a participação voluntária de grupos de caminhantes, ciclistas, cavalgadas e da sociedade civil organizada. O trabalho é realizado com a parceria de órgãos do Governo do DF e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). Todo cidadão pode participar das iniciativas do CPC , como voluntário ou como parceiro. Existem grupos de coordenação e atuação em diferentes frentes. É possível saber mais por meio das redes sociais  ou dos contatos do grupo. Para isso, basta acessar o link: https://linktr.ee/caminhosdoplanaltocentral

Como se tornar um voluntário?

O Voluntariado  é uma oportunidade para cada um exercitar sua cidadania e contribuir para um meio ambiente mais equilibrado e melhoria da qualidade de vida local. Você pode se tornar voluntário diretamente do CPC, cadastrando-se na “Rede de Voluntários”:

https://linktr.ee/caminhosdoplanaltocentral, ou junto  APA do Planalto Central (ICMBio) participando das chamadas públicas aqui: https://www.icmbio.gov.br/portal/sejaumvoluntario.

Quero se tornar parceiro?

Se você tem um ponto de apoio ou pode oferecer serviços aos trilheiros, cadastre-se na “Rede de Parceiros e Prestadores de Serviços” do CPC por meio do formulário disponível em https://linktr.ee/caminhosdoplanaltocentral. Assim você participa  e pode nos trazer diferentes olhares e contribuições para tornar efetivo e sustentável do ponto de vista ambiental e econômico este projeto de trilhas de longo curso no DF.

Foto: João Carlos Machado.

Grupos e instituições parceiras 

Associação de Escalada do Planalto Central Assinam o Projeto

Caminhantes Livres

Clube de Orientação Tiradentes

Ecomuseu Pedra Fundamental

Empresa Azul Associação

Fórum de ONGs Ambientalistas do DF

Grupo de Caminhadas Brasília

Grupo Jah do Cerrado

Fundação Israel Pinheiro

Insanos Running

Instituto Cerratense

Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia

Instituto Oca do Sol

Pedala Lago Norte

Pedala Planaltina

Rebas do Cerrado

Sindicato dos Guias de Turismo do DF

Trekking Brasília

Viva Lago Oeste

SEBRAE, ICMBio, Brasília Ambiental, EMATER-DF, Secretaria de Turismo

Como posso acompanhar o CPC?

É possível acompanhar o desenvolvimento das ações dos grupos de voluntários, coordenadores e poder público por meio das redes sociais do CPC. Conheça, inscreva-se, siga e compartilhe:

Fonte: Projeto do CPC disponível no endereço: https://linktr.ee/caminhosdoplanaltocentral

 

*Jhessica Cardoso é Engenheira Ambiental e Coordenação de Comunicação do CPC

 

As opiniões e informações publicadas na área de colunas de ((o))eco são de responsabilidade de seus autores, e não do site. O espaço dos colunistas de ((o))eco busca garantir um debate diverso sobre conservação ambiental.

 

Leia Também 

Mulheres na trilha e na conservação

Conheça o Caminho da Ilha de Santa Catarina

As Trilhas de Longo Curso e os produtos locais

 

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.