Vídeos

Vídeo: Por que a proibição de pesca é importante para a conservação do mero? por Jonas Leite

O presidente do Instituto Meros do Brasil, Jonas Leite, explica como a moratória da pesca do mero (Epinephelus itajara) é um instrumento importante para a manutenção da espécie

Daniele Bragança · Márcio Lázaro ·
8 de abril de 2018 · 3 anos atrás

Protegido desde setembro de 2002, o grande e inofensivo mero (Epinephelus itajara) foi o primeiro peixe a ser protegido por norma que proíbe sua captura. A moratória já dura 15 anos e foi prorrogada até 2023.

Pertencente à uma espécie que é do mesmo grupo dos badejos e garoupas, o chamado rei das pedras é alvo da pesca porque atinge um tamanho muito maior que dos seus “primos”. Enquanto seus parentes chegam a 50 ou 60 quilos, o mero pode atingir 400 quilos. E justamente por isso, pescadores são tentados a tirá-lo da água. Pescá-lo rende mais que uma garoupa ou um badejo, mas isso colocou o animal na categoria dos criticamente ameaçados de extinção.

Neste vídeo, o biólogo e presidente do Instituto Meros do Brasil, Jonas Leite, explica como a moratória da pesca é um instrumento importante para a manutenção da espécie.

Doutor em Oceanografia Ambiental, pela UFES, mestre em Zoologia pela UFPR, e graduado em Ciências Biológicas pela Universidade Santa Úrsula (2006), Leite atualmente ocupa o cargo de presidente do Instituto Meros do Brasil e Coordenador de Gestão Ambiental e Articulação Institucional, no Projeto Meros do Brasil, patrocinado pela Petrobras.

Leia Também

Vídeo: O que são Florestas Vazias e por que isto é um problema ambiental? por Fernando Fernandez

‘Não fui eu’, diz Henri Castelli sobre mero abatido

Meros serão protegidos até 2023

  • Daniele Bragança

    É repórter especializada na cobertura de legislação e política ambiental. Formada em jornalismo pela Universidade do Estado d...

  • Márcio Lázaro

    Jornalista, repórter cinematográfico, editor de vídeo e imagens, mestre em Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento (UFRJ).

Leia também

Notícias
21 de outubro de 2015

Meros serão protegidos até 2023

Espécie criticamente ameaçada de extinção ganhou mais oito anos de moratória. Pesca e reprodução lenta dificulta reposição da espécie.

Notícias
16 de agosto de 2017

‘Não fui eu’, diz Henri Castelli sobre mero abatido

Ator se desculpa após polêmica sobre foto com peixe mero morto, na garupa de uma moto. Disse que ficou impressionado com o tamanho do peixe levado por um pescador

Vídeos
1 de abril de 2018

Vídeo: O que são Florestas Vazias e por que isto é um problema ambiental? por Fernando Fernandez

O biólogo e professor do Instituto de Biologia da UFRJ, Fernando Fernandez, explica por que a ausência de animais indica que uma floresta está doente

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 1