Vídeos

Vídeo: O que é racismo ambiental? por Letícia Giannella

As principais vítimas de danos e desastres ambientais são pobres, negras e moram em países periféricos. E isso não é mera “coincidência”

Daniele Bragança · Márcio Lázaro ·
11 de novembro de 2018 · 3 anos atrás
Índios do Xingu protestam em Brasília contra enchimento do reservatório da usina de Belo Monte. Foto: Marcello Casal jr/Agência Brasil/Arquivo 2015.

Os direitos das populações em ter um ambiente limpo e equilibrado são negados dependendo qual a posição dessa população na pirâmide social. Uma indústria potencialmente poluente provavelmente não conseguiria se instalar nos bairros mais ricos da cidade, mesmo que o local seja pouco povoado, mas o mesmo não ocorre quando se trata de partes mais pobres e afastadas, mesmo que densamente povoados.

Os danos causados pela exploração desenfreada da natureza são distribuídos desigualmente pelo território e atingem, principalmente, populações vulneráveis, a saber, a população negra, indígena e/ou tradicional. A percepção deste fenômeno cunhou o conceito de racismo ambiental.

“O dano ambiental é distribuído de maneira desigual. Sempre há populações que vão sofrer mais com os danos ambientais do que outras”, explica a geógrafa Letícia Giannella, pesquisadora e professora da Escola Nacional de Ciências Estatísticas (ENCE/IBGE).

Racismo ambiental é o tema do 42º vídeo da série Pense Verde. Assista:  

Leia Também

Cidade esquecida

Tragédias como Mariana deviam ensinar

Cores da exclusão

  • Daniele Bragança

    É repórter especializada na cobertura de legislação e política ambiental. Formada em jornalismo pela Universidade do Estado d...

  • Márcio Lázaro

    Jornalista, repórter cinematográfico, editor de vídeo e imagens, mestre em Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento (UFRJ).

Leia também

Reportagens
1 de dezembro de 2005

Cores da exclusão

Áreas pobres são a lata de lixo de resíduos tóxicos e poluição. Agora, inspirados em movimento americano, intelectuais debatem se isso é racismo ambiental.

Análises
17 de dezembro de 2015

Tragédias como Mariana deviam ensinar

Desastres ambientais ao redor do mundo deixaram lições valiosas para aqueles que sofreram com eles. Por aqui, parece que não aprendemos com nossos erros.

Reportagens
15 de abril de 2005

Cidade esquecida

Os moradores da Cidade dos Meninos convivem há décadas com toneladas de resíduos tóxicos. Os riscos à saúde são enormes, mas o governo não parece ter pressa.

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 1

  1. Marina Silva diz:

    O mesmo desmatamento que é causado por um quilombola para a roça que é considerada "patrimônio cultural" pelo IPHAN fosse causado por um fazendeiro seria chamado de crime ambiental.
    Isso é racismo?
    Se uma imobiliária grilasse um pedaço do Parque Intervales para fazer uma eco pousada haveria uma gritaria pelos socioambientalistas. Se a FUNAI grila um pedaço do Parque Intervales para colocar um grupo guarani vindo do Paraguai que desmata e mata bichos ameaçados os socioambientalistas aplaudem.
    Isso é racismo?