Vídeos

Vídeo: Por que não devemos falar em desmatamento no Pampa? por Valério Pillar

A destruição de ecossistemas de campos é tão grave quanto a derrubada de florestas, mas apenas um desses fenômenos está na agenda da política pública

Daniele Bragança · Márcio Lázaro ·
2 de setembro de 2018 · 3 anos atrás
A imagem clássica do Pampa, próximo a Quaraí (RS). Foto: Fabio Olmos.

Após ver a Amazônia seguir o caminho da Mata Atlântica, o Brasil priorizou o combate ao desmatamento na floresta. O monitoramento, que ocorre desde 1988, transformou a pauta da derrubada da floresta em política pública. Se sobe ou se cai isso dá manchete, mas e a destruição dos campos do país?

O pampa e outros ambientes de campo possuem características diferentes de biomas de floresta, focar em derrubada de floresta faz parecer que degradar área de campo não é um problema.

De acordo com o professor Valério Pillar, do departamento de Ecologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, a palavra exata para todos os casos, tanto para a derrubada de florestas quanto para a conversão de campos e áreas de produção é “supressão de vegetação nativa”, e é preciso educar o público sobre a deterioração deste tipo de vegetação não florestal.

Leia Também

Soja e silvicultura tornam o Pampa o 2º bioma mais ameaçado do país

O que é o bioma Pampa

Vídeo: Por que diminuir o desmatamento na Amazônia, por Paulo Barreto

  • Daniele Bragança

    Daniele Bragança

    É repórter especializada na cobertura de legislação e política ambiental. Formada em jornalismo pela Universidade do Estado d...

Mais de ((o))Eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.