Lucro da Cedae em quatro meses pode cobrir restauração no Guandu por duas décadas

Bernardo Araujo
domingo, 12 abril 2020 16:39

Custos de reflorestamento e manutenção em áreas prioritárias da bacia são estimados em R$ 375 milhões, um terço do lucro líquido que a empresa teve em 2019

Desmate zero é viável, dizem economistas

Claudio Angelo
quarta-feira, 13 julho 2016 6:00

Pagar fazendeiros para não desmatar no país inteiro exigiria R$ 5,2 bilhões por ano em 15 anos, sugerem cálculos feitos por equipe da UFRJ sob encomenda do Ministério do Meio Ambiente

Claudio Maretti:”A Amazônia tem um valor impossível de calcular”

Duda Menegassi
segunda-feira, 10 novembro 2014 21:42

Líder da Iniciativa Amazônia Viva, da WWF, fala da importância de valorizar os serviços dos ecossistemas e de criar mecanismos de compensação econômica.

Produção de serviços ambientais – ônus ou bônus?

Nicholas Kaminski*
quarta-feira, 9 abril 2014 22:15

Proprietários da região de Curitiba que tem nascentes em seus terrenos costumam se sentir prejudicados. Poderia ser o contrário.

O que é o ICMS Ecológico

((o))eco
quarta-feira, 26 fevereiro 2014 20:31

Entenda como esta modalidade de pagamento por serviços ambientais pode contribuir para preservação do meio ambiente.

Senhor Arnaldo, por favor não derrube a sua imbuia

Solange Latenek dos Santos*
terça-feira, 25 fevereiro 2014 22:15

É difícil convencer um lavrador de uma região urbana a manter sua mata em pé. Precisamos pagar pelos serviços ambientais que ele presta.

Novo e-book sobre pagamento por serviços ambientais

((o))eco
quarta-feira, 22 janeiro 2014 21:50

Publicação narra experiências no Brasil e na América Latina sobre o mecanismo econômico que ajuda a manter a floresta em pé. Confira.

WWF publica estudo sobre incentivos por serviços ambientais

((o))eco
sexta-feira, 28 junho 2013 20:58

Documento lançado nesta sexta-feira aborda a experiência do uso da ferramenta de incentivos feito no Acre, em parceria com o governo local.

Floresta em pé, água abundante

Felipe Lobo
quinta-feira, 23 setembro 2010 18:42

Ações de pagamentos por serviços ambientais mostram a prefeituras e produtores como vale a pena investir na preservação.

ProdutorES de Água

Salada Verde
sexta-feira, 20 março 2009 19:50

O primeiro pagamento a proprietários rurais que ajudam no fornecimento de água de qualidade e outros serviços ambientais prestados por suas terras no Espírito Santo foi realizado nessa quinta-feira (19). O projeto, chamado ProdutorES de Água, é uma iniciativa do governo capixaba em parceria com o Instituto BioAtlântico e premiou áreas particulares preservadas no município de Alfredo Chaves, região sul do estado. Os desembolsos serão feitos anualmente pelos Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes) após vistorias que comprovem a conservação. É o chamado “pagamento por serviços ambientais”.