Salada Verde

Trump quer lançar programa para questionar mudança climática

Presidente quer levantar dúvidas sobre a ligação entre a ação humana e as mudanças climáticas. Órgãos federais podem ser incluídos no plano

Sabrina Rodrigues ·
3 de julho de 2017 · 4 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
O chefe da EPA, Scott Pruitt, pretende lançar um programa que visa questionar a ciência das mudanças climáticas. Foto: Gage Skidmore/Flickr.
O chefe da EPA, Scott Pruitt, pretende lançar um programa que visa questionar a ciência das mudanças climáticas. Foto: Gage Skidmore/Flickr.

 

Depois de reduzir o orçamento da Agência Ambiental Americana (EPA) e de ter retirado os Estados Unidos do Acordo de Paris, a administração Trump tenta lançar mais um dardo contra o meio ambiente. Dessa vez, o chefe da EPA, Scott Pruitt, pretende lançar um programa que visa questionar a ciência das mudanças climáticas. É o que afirma o Jornal Washington Post. O secretário de Energia, Rick Perry, também estaria envolvido na condução desse programa.

Os críticos dizem que esse plano é uma tentativa de destruir um consenso há muito tempo estabelecido, de que a atividade humana está alimentando o aumento da temperatura da Terra. Outra preocupação é se esse programa se estenderia a outras agências federais, como a Administração Oceânica e Atmosférica Nacional, que faz parte do Departamento de Comércio dos Estados Unidos; o Escritório de Ciência e Tecnologia da Casa Branca e a NASA, que segundo funcionários da Casa Branca, são órgãos que, de alguma forma, conduzem as pesquisas climáticas.

Uma infinidade de análises científicas tem sido realizadas ao longo dos anos, e esses documentos concluem que a atividade humana, como a queima de combustíveis, está contribuindo para as mudanças climáticas e colocando o meio ambiente e a vida humana em risco. Mas essa conclusão, compartilhada pela maioria dos cientistas americanos e do mundo inteiro não tem sido suficiente para impedir Scott Pruitt, Rick Perry e outros agentes da administração Trump de levantar dúvidas.

O programa de questionamento das mudanças climáticas é o resultado da campanha presidencial de Donald Trump em 2016, que afirmou que “ninguém sabe realmente se a mudança climática é real”.

Os funcionários da Agência Ambiental Americana se recusam a expor em público suas críticas e opiniões sobre a condução do atual presidente dos Estados Unidos em relação à pasta ambiental, com medo de represálias.

A EPA, sob a chefia de Scott Pruitt, em abril, retirou do site oficial da agência a página dedicada às mudanças climáticas e que destacava o consenso científico de que as alterações no clima eram causadas pela ação humana.

 

Leia Também

Agência de Proteção Ambiental Americana terá redução do orçamento de 31%

Trump adotará medidas para desmantelar agência ambiental americana

Mr. Trump ou “nada é tão ruim que não possa piorar”

 

  • Sabrina Rodrigues

    Sabrina Rodrigues

    Repórter especializada na cobertura diária de política ambiental. Escreveu para o site ((o)) eco de 2015 a 2020.

Leia também

Análises
4 de abril de 2017

Mr. Trump ou “nada é tão ruim que não possa piorar”

Sr. Trump é, seguramente, um desses homens que pode piorar o mundo que conhecemos, que já não é dos melhores, e não apenas desgraçar a vida dos americanos.

Salada Verde
2 de fevereiro de 2017

Trump adotará medidas para desmantelar agência ambiental americana

Agência de Proteção Ambiental (EPA) deverá sofrer com corte no orçamento e revisão dos padrões de eficiência de combustíveis para carros

Salada Verde
23 de maio de 2017

Agência de Proteção Ambiental Americana terá redução do orçamento de 31%

A medida põe em risco programas como a restauração de lagos, pesquisas sobre mudanças climáticas e combate a crimes ambientais

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 3

  1. AvatarCarlos Magalhães diz:

    Bom mesmo. Vamos finalmente ter um pouco de debate. O Flavio está certíssimo. Não existe, em absoluto, o que afirma a matéria: "um consenso há muito tempo estabelecido, de que a atividade humana está alimentando o aumento da temperatura da Terra.".

    O que há é um patrulhamento enorme.


  2. AvatarFlavio Zen diz:

    Excelente! Como a questão climática virou uma grande industria entre militantes e a questão não é consenso, havendo diversos cientistas que argumentam contra o aquecimento antropogenico global, é importante que o assunto não seja um tabu policamente correto, embora a censura seja uma constante quando há interesses ideológicos claros.
    Cabe destacar que consenso cientifico é uma contradição em si, pois impede a revisão e o avanço da própria ciência, o que existe de fato é sempre um "debate" cientifico. Sendo assim é bem vindo o debate…


  3. Avatarpaulo diz:

    O Donald trapalhão vive na idade da pedra.

    É o desespero, prometeu/financiou agora TEM que devolver os FAVORES.