Salada Verde

“Redemoinho de fogo” é formado durante queimada em Goiás

Trabalhadores de uma fazenda na região sudoeste do estado registraram o momento em que o fogo se tornou uma espiral. Especialista diz que fenômeno é causado por temperatura muito elevada

Sabrina Rodrigues ·
12 de setembro de 2019 · 2 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
“Redemoinho de fogo” se formou durante queimada em uma fazenda em Goiás. Foto: Reprodução.

Um vídeo gravado na terça-feira (10) mostra trabalhadores rurais de uma fazenda, às margens da GO-210, assustados com um grande redemoinho que se formou durante uma queimada. O fato aconteceu na cidade de Santa Helena de Goiás, região sudoeste do estado de Goiás.

Os próprios funcionários da fazenda conseguiram controlar o fogo e ninguém se feriu.

Veja o vídeo do redemoinho

Segundo o meteorologista Olívio Bahia, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o fenômeno ocorre devido à temperatura muito elevada que acaba influenciando a direção dos ventos. “Ele [a formação de espiral] está associado à condição de temperatura muito elevada, isso acaba influenciando o comportamento dos ventos naquela determinada região, favorecendo o giro. Isto é muito comum de ver em campo mais aberto, onde a gente vê aquele redemoinho de espiral levantando poeira”, explica o meteorologista, em entrevista por telefone. 

“Chamamos de cisalhamento [dos ventos], ou seja, há perturbação dos ventos tanto na horizontal quanto na vertical e esses ventos na vertical começam a subir, a se movimentarem de forma espiral e acabam sugando aquilo que está próximo, seja poeira, seja papel ou o fogo que estava ali”, explica Olívio Bahia.

O mesmo ocorreu em Goiás: “Então, se não tivesse fogo nenhum e os ventos continuassem perturbados da forma que estavam, provavelmente levantariam poeira e iria haver aquele redemoinho que é mais comum, elevando papel ou o lixo. Como tinha fogo, ele acaba fazendo esse movimento circular, que visualmente é até bonito”, afirmou.

Entre 01 de janeiro a 11 de setembro de 2019, 2.868 focos de calor foram detectados no estado de Goiás, segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Um aumento de 30% em relação ao mesmo período do ano passado (de 01/01/2018 a 11/09/2018).

 

 

Leia Também

Especialistas contradizem declaração de ministra da Agricultura sobre regeneração da Amazônia após queimadas

Propriedades privadas registram 33% dos focos de calor na Amazônia, diz IPAM

Vídeo: Qual a relação entre fogo e desmatamento?

 

  • Sabrina Rodrigues

    Repórter especializada na cobertura diária de política ambiental. Escreveu para o site ((o)) eco de 2015 a 2020.

Leia também

Salada Verde
3 de setembro de 2019

Vídeo: Qual a relação entre fogo e desmatamento?

O que está acontecendo na Amazônia? Existem queimadas naturais na floresta? há correlação entre queimada e desmatamento? Entenda neste vídeo do Observatório do Clima

Notícias
4 de setembro de 2019

Propriedades privadas registram 33% dos focos de calor na Amazônia, diz IPAM

Áreas públicas não destinadas respondem por 20% dos casos, segundo nota técnica publicada nesta quarta-feira pelo Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia

Reportagens
8 de setembro de 2019

Especialistas contradizem declaração de ministra da Agricultura sobre regeneração da Amazônia após queimadas

Ao contrário do que sugeriu Tereza Cristina, floresta não consegue alcançar regeneração plena sozinha. Queimadas criam ciclo de destruição que se retroalimenta, modificando de forma permanente estrutura do bioma

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta